Notícias com o tag

prejuízo


Operadora divulgou o balanço do quarto trimestre e do ano que passou. A receita líquida se manteve em queda, mas o prejuízo foi a metade do registrado em 2015. No trimestre, as perdas mais que dobraram.

Companhia focará esforços no Galaxy S7 para tentar recuperar perdas, que devem ser contabilizadas pelo menos até o começo de 2017

A concessionária registrou perdas de R$ 1,64 bilhão. Dívida líquida cresceu 7% em relação a dezembro, para R$ 40,8 bilhões, impactada pelo pagamento do Fistel no começo do ano e por aumento dos investimentos. O EBITDA encolheu 12,6%, segundo a empresa, devido ao desaquecimento da economia no país.

Fabricante não viu vendas de aparelhos decolarem com o uso do Android e registrou prejuízo anual de US$ 208 milhões.

Resultado negativo é o primeiro obtido desde 2001, e veio apesar de crescimento em receita.

Companhia anunciou, ainda, mudanças na direção, confirmando saída de Michel Combes e nomeando Philippe Camus, atual presidente do conselho, CEO interino.

Na divulgação dos resultados do primeiro trimestre do ano, hoje, 29, já anunciados prejuízos de 43 milhões de euros, a PT SGPS informa também ao mercado que fez um aditivo no contrato com a Oi, referente às ações que detém da concessionária, que deverá ser aprovado até setembro deste ano.

Receita cresceu 3,23 bilhões de euros entre janeiro e março, na comparação com os mesmos meses de 2014.

O Brasil já é o maior mercado do grupo América Móvil e o que cresce mais rápido. A empresa fechou o primeiro trimestre deste ano com 108,3 milhões de acessos – entre a operadora de celular Claro, a de mercado corporativo, Embratel, e de TV paga, NET -. Crescimento de 5,8%. Mas os resultados consolidados do grupo (a fusão ocorreu em dezembro de 2014) apresentam receitas de R$ 8,33 bilhões, crescimento de 145% frente ao período anterior, e prejuízo de R$ 2,09 bilhões, frente ao lucro de R$ 327,2 milhões de igual período de 2014

A empresa publicou hoje no DOU as informações financeiras divulgadas ao mercado no mês passado, quando registrou prejuízo acumulado de R$ 263 milhões.