Notícias com o tag

preço do poste


Estudo elaborado pela área de competição da Anatel estima que para fazer o reordenamento dos cabos de telecomunicações que lotam os postes das concessionárias de energia elétrica em 1,4 mil cidades brasileiras iria custar R$ 20 bilhões. Por isso, propõe o operador de infraestrutura neutro.

A Anatel lançou consulta pública para a recriação de diversas comissões técnicas, com o respaldo de sua procuradoria, de que o decreto de 2019 de Bolsonaro, de extinção de órgãos colegiados não atingia as agências reguladoras.

A resolução conjunta entre Anatel e Aneel sobre o aluguel dos postes pelas teles poderá mexer na equação da modicidade tarifária das elétricas, de maneira a incentivá-las a limparem seus postes. Hoje o custo dessa limpeza está só com as teles, mas não está sendo eficiente, afirma presidente da Anatel, Leonardo de Morais.

Para a agência de energia elétrica o aumento dos litígios quanto ao preço de referência estabelecido há quatro anos, que está em R$ 3,80 por poste, demonstra que essa questão está mal resolvida.

fios cabos18

Segundo as duas agências reguladoras, 9 milhões de postes estão em situação de urgência por possuírem cabos de quatro ou mais operadoras de telecom.

A Anatel e Aneel estão revendo a portaria conjunta, publicada em 2014, que definiu o preço e as condições para o compartilhamento dos postes das concessionárias de energia elétrica para as operadoras de telecom.

Passados três anos da publicação da resolução conjunta Anatel e Aneel que definiu o preço de R$ 3,19 como valor máximo para ser cobrado pelas concessionárias de energia elétrica para a fixação de cabos de telecom em seus postes, ainda há muita resistência, por parte das empresas de energia, em cumprir essa norma. Mesmo depois de decisão da comissão de arbitragem (formada por representantes das duas agências) as empresas de energia recorrem da decisão, e operadoras de telecom não conseguem fechar o preço estabelecido. Agora, as teles começam a ganhar na justiça a disputa.

A Anatel criou um grupo de trabalho para encontrar um jeito de disciplinar a instalação dos fios de telecom nos postes das concessionárias da rede elétrica, para preservar o acordo com a Aneel, que estabelece o preço do aluguel do poste a R$ 3,19. Pois as concessionárias de energia reagem a esse preço e o Legislativo já tem projeto de lei para derrubar a norma das agências.

A associação que representa os provedores regionais de internet fez um alerta hoje no Conselho Consultivo da Anatel, de que será preciso recorrer à comissão de arbitragem, para garantir o preço de R$ 3,19.

antenas 07

A resolução aprovada hoje pela agência de Energia Elétrica é idêntica a da Anatel, aprovada semana passada, e que estabelece o preço do poste a R$ 3,19 para a maioria das operadoras de telecom.