Notícias com o tag

posição orbital


A Anatel decidiu que as novas outorgas para o direito de exploração de satélite poderão ser concedidas mediante procedimento administrativo, sem precisar de leilão, devido as mudanças promovidas pela lei das teles, de 2019.

Operadora critica metodologia de cálculo de ressarcimento presente no edital proposto pela área técnica, pela qual operadoras de satélite estrangeiro não devem ser ressarcidas pela possível entrega da banda C estendida a operadoras móveis

A Claro irá pagar R$ 1,1 milhão por mais 5 anos de outorga e a Hispamar R$ 1,53 milhão pela prorrogação da licença da banda C pelo mesmo período.

O conselheiro Vicente Aquino quer estudar primeiro o pleito de Claro e Hispamar de que teriam direito a mais tempo de ocupação das posições orbitais que estarão à venda.

Fábio Andrade, vice-presidente institucional da Claro Brasil, defende, em parecer ao Conselho de Comunicação Social do Senado, o PLC 79, do novo marco de telecomunicações. Mas sugere que o projeto, depois de analisado na Comissão de C&T do Senado, seja analisado também pela Comissão de Economia, para que calcule os reflexos da proposta para a economia brasileira. Essa posição é divergente a de executivos de outras operadoras, que querem mais celeridade na sua tramitação.

A Anatel espera que com essa sensível redução no valor da licença – no último edital, cobrou preço mínimo de mais de R$ 12 milhões – os preços para o consumidor também caiam.

Solução vai viabilizar a operação coordenada do SES-14 com redes satelitais que ocupam locais próximos

Processo aberto para posição da Echostar não teve interessado no prazo previsto, mas agência já estuda proposta intempestiva de empresa

Preço menor que leilões passados se justifica pela necessidade de encontrar um satélite já no espaço para ocupar a posição.

Segundo executivo da SES, empresa tem posições suficientes para atender a demanda na América Latina.