Notícias com o tag

pietro labriola


Labriola quer um padrão de carteira digital avalizado por todas as teles e que permita aos clientes pré-pagos comprarem produtos físicos com créditos de celular.

Atualmente, operadora gasta 10% do Capex com infraestrutura de rede fixa, embora a divisão gere apena 3% da receita do grupo.

O presidente da operadora, Pietro Labriola, assumiu o compromisso de levar a 4G para os 5.570 municípios brasileiros durante a audiência com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, quando foi detalhado o TAC (Termo de Ajuste de Conduta) assinado com a Anatel.

Em artigo, CEO da TIM traça previsões para as mudanças que a pandemia de Covid-19 trará aos hábitos das pessoas.

Pietro Labriola, presidente da TIM Brasil, entende que a venda da Oi móvel e da Nextel devem se concretizar para que as regras do leilão de frequências estejam em dia com o quadro de consolidação. Ele defende que o leilão deva estabelecer metas agressivas de cobertura ao invés de cobrar alto pelo espectro e não vê perspectivas em operações locais.

A TIM quer reduzir a provisão para devedores duvidosos, que atingiu 2,2% do custo operacional (Opex) do semestre

Pietro Labriola afirmou hoje, 31, que o compartilhamento de infraestrutura com a Vivo é uma das medidas para fortalecer a TIM para prepará-la para consolidação do mercado brasileiro, que, na sua opinião, está para ocorrer.

O presidente da TIM Brasil, Pietro Labriola, afirmou que a operadora quer ser a líder da 5G no país.Com essa iniciativa, pretende ver até que ponto a 5G pode substituir a fibra óptica fixa. Vai testar também carros autônomos.

O CEO da TIM, Pietro Labriola, afirmou que a operadora irá fazer um “ajuste fino” para enfrentar a agressiva concorrência interna no pré-pago e a economia desafiadora, com queda na projeção do PIB e deterioração da confiança do consumidor.

O executivo assume o cargo de CEO da TIM a partir de hoje, 3, no lugar de Sami Foguel. O chairman, João Cox, também é substituído por Nicandro Duarte. A saída desses executivos já era comentada no mercado, devido a sua proximidade com o ex-presidente da Telecom Italia Amos Genish, que também perdeu o cargo com a vitória do fundo Elliot na disputa societária.