Notícias com o tag

MCTI


Virgilio Almeida, mesmo fora do governo, continuará presidir o Comitê Gestor da Internet.

Os comitês serão constituídos por servidores públicos para avaliar e acompanhar as obras civis do Programa Nacional de Apoio às Incubadoras de Empresas

Em 2012 o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação lançava a Plataforma Aquarius para a qual “todos os sistemas de informação deverão ajustar-se”. E tinha como estratégia “crescimento e aprendizado conjunto, colaborativo e independente, por meio de implantação de um e-gov em que todos os cidadãos brasileiros possam se manifestar”. Hoje, o projeto foi encerrado por falta de produto e demandas diferenciadas do centro tecnológico do ministério.

Acordo prevê lançamento de editais, totalizando R$ 2,5 milhões, para desenvolvimento tecnológico

Na transmissão de cargo da pasta do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, hoje,8, o ex-ministro e novo Ministro da Defesa, Aldo Rebelo, anunciou que a presidente Dilma Rousseff deu autorização para que 25% dos recursos do fundo do pré-sal sejam direcionados para a Ciência e Tecnologia. Os outros 50% já foram assegurados para educação e saúde e os 25% restantes ainda não foram decididos. E o novo ministro, Celso Pansera, afirmou que todas as bandeiras do ex-ministro serão suas e irá contar com esses recursos.

virgilio almeida

Na direção da secretaria de Política de Informática e Automação (Sepin) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação desde 2011, o professor vai lecionar em Harvard, EUA.

Os ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior definiram novas regras para a produção no Brasil de sistemas inteligentes de armazenamento de dados.

O Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação (MCTI) deverá lançar até setembro consulta pública para um novo marco civil de inovação no país, informou a secretária-executiva, Emilia Ribeiro, hoje,22 em audiência no Senado Federal.

Representante do MCTI, Cristian Lima, também reconhece queda de recursos entre 2004 e 2013, porque as verbas agora, que totaltima 1,74% do PIB, incluem pagamento de pessoal e custeio da máquina.