Notícias com o tag

interatividade


Segundo Martinhão, até 2023 90% dos televisores produzidos no país com incentivos da Lei de Informática incluirão o middleware da interatividade

O Fórum de TV digital – entidade que reúne os radiodifusores, os fabricantes de aparelhos e o mundo acadêmico – aprovou hoje, 8, por maioria de votos, as especificações técnicas do Ginga C, o middleware nacional que permite a interatividade da TV digital. Agora, essas especificações serão colocadas em consulta pública pela ABNT, por 60 dias, para depois serem incorporadas aos conversores de TV a serem distribuídos às famílias do Bolsa Família.

A decisão seria tomada hoje, mas foi atropelada pela posição do governo, expressa pelo Ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, que quer “interatividade máxima” na caixinha. As teles e a radiodifusão queriam “interatividade mínima”.

A “caixinha” a ser distribuída para a população do Bolsa Família precisa vir com o Ginga C, pois “caixinha” não é só para TV, é uma integradora, convergente, para que esse público enorme, que ainda não tem a possibilidade de receber fibra óptica ou internet fixa, possa usar o canal de retorno por 3G ou 4G para ter acesso à web. Ao mesmo tempo, apresenta um novo modelo de negócio, uma nova fonte de renda para a radiodifusão.

Novos padrões já aprovados na UIT não são suportados pelo middleware brasileiro de interatividade. “O caminho é evoluir”, afirma Boquimpani.

Para dar uma força para a ampliação da base de smartphones produzidos com o sistema de recepção do SBTVD embarcado, porém, o governo deve dar um empurrãozinho com a alteração das regras do Processo Produtivo Basico (PPB), que garantem isenção fiscal à produção de eletrônicos no país.

Serviços públicos podem ser acessados pelos moradoras a partir da TV, por meio dos recursos de interatividade do Ginga.