Notícias com o tag

faixa de 700 MHz


A Anatel propõe tomar 10 MHz da faixa de 700 MHz hoje destinada ao Exército e Segurança e destiná-la para ser usada por empresas de petróleo, gás, energia e saneamento. Em troca, ampliaria para 20 MHz a frequência da Segurança Pública em outra faixa. Mas as reações são muitas.

Veja quais são os lotes à venda, rodas e compromissos que formam o maior leilão de espectro já realizado pela Anatel

Crédito: Anatel

Agência ressalta, porém, que terá ciência melhor dos prazos e publicação do edital a partir da entrega do acórdão pelo TCU

Crédito: Freepik

O Tribunal aponta como incompletos os estudos apresentados pela Anatel para encontrar os preços das faixas de 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e de 26 GHz, além da inexistência de documentação sobre as redes privativa do governo e da Amazônia (Pais). Somente depois de fornecidas todas essas informações é que começará a contar o prazo de 90 dias para o Tribunal se manifestar.

Baigorri afirma que rede neutra não pode ser excludente e analisa acordo com Winity

Serão colocadas à venda frequências de 700 MHz, 3,5 GHz, 2,3 GHz e de 26 GHz. As condições de participação no leilão, os blocos de frequência à venda e os compromissos a serem exigidos para as empresas que ganharem a disputa foram publicados pela Anatel.

A operadora alega que a faixa de 26 GHz será usada nas instalações fabris, em meios confinados, e que por isso não haveria problemas de interferência com as micro-licenças

As obrigações de investimentos adicionais forma criadas por tipo de frequências. A faixa de 700 MHz, que na primeira rodada só poderá ser comprada pela Oi ou um novo entrante terá duas metas – a cobertura de todas as estradas federais e de cidades sem 4G. A construção do bakchaul de fibra nacional ficará para os que comprarem a faixa de 3,5 GHz

Recursos vão para backhaul, distribuição de conversores e compra de retransmissores para municípios onde ainda não há sinal digital

Em um processo de atualização tecnológica bastante complexo, a transição ao Sistema Brasileiro de TV Digital e destinação da faixa de 700 MHz para o celular foi exitoso também porque o diálogo transparente entre todos os atores esteve sempre presente.

Em menos de um mês com a 4G ativada em 700 MHz, os clientes também aumentaram 14% nessa tecnologia.

A nova frequência garante melhores coberturas indoor e outdoor, além de oferecer uma melhor experiência de conectividade para os clientes, diz a prestadora

Desligamento do sinal analógico nas novas cidades é necessário para implantação da rede 4G

Foto: Felipe Canova Gonçalves

Para o presidente da Anatel, é “impossível” fazer com que o dinheiro do leilão de frequência seja integralmente aplicado na expansão do setor.

As cidades de Salvador, na Bahia, e Fortaleza, no Ceará, terão as TVs analógicas desligadas na data programada: próxima quarta-feira, dia 27 de setembro. Conforme pesquisa, 93% das residências de Salvador já estão aptas a receber os sinais de TV digital e, em Fortaleza, a digitalização alcançou 95% das casas. Mas duas outras cidades cearenses, que também deviam ter o fim dos sinais analógicos esta semana, não conseguiram alcançar o percentual mínimo. Juazeiro e Sobral – com 76% e 73% – saíram da lista, por decisão de hoje do Gired. O desligamento nessas duas cidades foi reprogramado para fevereiro de 2018.

O desligamento da TV analógica na cidade goiana de Rio Verde foi remarcado para 15 de fevereiro. Até lá, a EAD (empresa das operadoras de celular que financia a transição) irá comprar uma caixinha mais simples, que não permitirá acessar a internet, nem fazer a interatividade, para distribuir pelo menos a outras 17 mil famílias com até 3 salários-mínimos.

No Gired, grupo que conduz o processo do desligamento, continua o impasse entre as operadores de celular e os radiodifusores.

É crucial para a TIM e para todas as operadoras de celular o prazo final para a liberação da faixa de 700 MHz, marcada  para 31 de dezembro de 201s8. “As operadoras pagaram em conjunto mais de R$ 10 bilhões por esse ativo, e não dá para se trabalhar com a hipótese de atraso no cronograma”, reiterou …

Com o argumento de que a realidade econômica é outra, e que seriam afetados no próximo ano 80 milhões de brasileiros, se for mantido o cronograma de desligamento da TV digital previsto para 2016 – que inclui as capitais Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Goiânia –, a Abert, entidade que representa as emissoras comerciais brasileiras, apresentou ontem, 06, a sua nova proposta para a transição da TV analógica para a digital. Segundo o presidente da entidade Daniel Slavieiro, a proposta é que o desligamento da TV seja desatrelado da entrega da faixa de 700 MHz, o que significa dizer que as operadoras de celular poderão usar a frequência já para oferecer a 4G nos municípios onde não há problema para a limpeza da frequência (mais de 5 mil municípios brasileiros) e nos grandes centros, haveria um adiamento do switch off.

frequencia 03

Atuam no mercado francês quatro operadoras: Orange, SFR, Bouygues e Free. As empresas poderão comprar até três blocos.