Notícias com o tag

Ericsson


Fabricante vai ampliar foco no desenvolvimento de soluções para a digitalização corporativa baseadas em 5G e internet das coisas pelos próximos dois anos, pelo menos

Marcos Scheffer, vice presidente de redes da Ericsson para o Cone Sul da América Latina, não acredita numa disseminação do OpenRAN a curto prazo. Para ele, as especificações e a própria arquitetura proposta para o modelo de interfaces abertas ainda precisam amadurecer, o que deve ocorrer num período de três a quatro anos

Resultado positivo foi derivado da demanda na China por redes móveis de quinta geração. Companhia terminou setembro com 112 contratos 5G no mundo.

Claro, TIM e Vivo negam consórcio na venda da Oi Móvel. Crédito- Freepick

Entidade fará lobby pelo desenvolvimento de políticas públicas que coloquem os Estados Unidos na liderança do desenvolvimento da próxima geração de redes móveis

Foto: Projetado pelo Freepik

Empresas vão instalar um centro de inovação em usina de Pradópolis (SP) onde vão desenvolver aplicações utilizando as frequências de 700MHz e 3,5 GHz

Estimativa é da BCG. Em debate no Painel Telebrasil 2020, Oi e Ericsson defenderam redução de impostos para aumento da conectividade. Secretário de telecomunicações se comprometeu a “brigar” por leilão não arrecadatório.

Segundo a fabricante, país tem um dos mais altos custos de aquisição de espectro para operadores de rede, e isso precisa mudar.

Fabricante anunciou hoje a compra da norte-americana especializada em redes móveis privadas Craddlepoint por US$ 1,1 bilhão

Foto: Projetado pelo Freepik

Na avaliação de Paulo Bernardocki, diretor de Soluções e Tecnologia para a Ericsson Latam South, a conexão é o primeiro passo para a transformação digital da agropecuária brasileira, seguida pela automação dos métodos de trabalho e novo do modelo de negócios que virá com a 5G.

Falta de mobilidade e custo deixam uso da tecnologia satelital em desvantagem à tecnologia terrestre, avalia Paulo Bernardocki, da Ericsson.

Projeto vai até o final de 2023 e tem como objetivo facilitar o acesso a ferramentas de aprendizagem digital

Empresas vão fornecer equipamentos para análise laboratorial por parte da 3GPP a fim de comprovarem o atendimento de requisitos de segurança

Fábio Faria ainda não definiu quando vai receber a gigante chinesa Huawei, alvo de campanha do presidente Trump com acusação de que faz espionagem para o governo comunista da China.

Fornecedores serão Ericsson e Huawei. O CTIO Leonardo Capdeville disse que empresa está interessada no espectro de 2,3 GHz no próximo leilão da Anatel, uma vez que 20% dos celulares são compatíveis com essa frequência.

Operadora afirma que não será preciso contratar nenhum plano específico para acessar a rede 5G, bastará ao cliente da empresa ter um smartphone compatível

Segundo o ministro, com essa disputa país poderia “ver quem nos serve melhor”. Ele afirma que suspeição geopolítica se dá em momento ruim, uma vez que 5G representará uma revolução digital.

Fabricante também lançou hoje software para transição de 5G não-autônomo para 5G autônomo