Notícias com o tag

desempenho Oi


A receita líquida foi de R$ 5,66 bilhões, queda de 8% em relação ao mesmo período de 2017. Depois de seguidos prejuízos, a Oi apurou lucro contábil, ao transferir a dívida negociada na recuperação judicial em resultado positivo de R$ 30,5 bi.

O presidente da Oi, Bayard Gontijo, afirmou hoje, 24, durante a conference call de divulgação dos resultados de 2015, que a empresa estima que no primeiro semestre deste ano estejam concluídas as propostas de reforma do modelo regulatório, com a eliminação de várias obrigações para a concessionária e a aprovação do primeiro TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), no valor de R$ 1,2. Segundo Gontijo, outros dois TACs estão sendo elaborados e virão logo após a conclusão desta primeira etapa. Quanto à reestruturação da dívida, o executivo afirmou que não há novidades frente ao que foi comunicado ao mercado.

O CEO da Oi, Bayard Gontijo, afirmou que os controladores estão analisando apenas as duas propostas – da Altice e dos fundos Apax e Bain – e que a oferta da angolana Isabel do Santos já foi descartada e os sócios portugueses são obrigados, por contrato, a votar em linha com os sócios nacionais. “Em nenhuma hipótese tomaremos empréstimo do mercado para participar da consolidação”, assegurou o executivo.

O lucro líquido da operadora foi de R$ 8 milhões, queda de 96,5% frente a igual período do ano passado, mas uma recuperação frente ao trimestre anterior deste ano, quando apresentava prejuízo de R$ 221 milhões. O endividamento da companhia, porém, subiu: mais 58,3% frente ao mesmo período do ano passado. Hoje a empresa tem R$ 47,799 bilhões de dívida. No mesmo trimestre do ano passado, a dívida era de R$ 30,196 bilhões. No trimestre anterior, era de R$ 46,239 bilhões.