Notícias com o tag

concessão


Rodrigo Abreu reiterou em evento do setor que o regime público fazia sentido no passado, mas deixou de ser sustentável

Receita

Presidente da companhia, Rodrigou Abreu, prevê que em três anos a telefonia fixa vai “quase desaparecer” e que a Nova Oi trabalha forte na redução de custos para voltar a faturar R$ 15,5 bilhões.

CEO da operadora, Rodrigo Abreu, disse que assinatura do termo de arbitragem com a Anatel acontece entre hoje e amanhã, 13. E que decisão a respeito da migração da concessão para regime privado será tomada até final de 2022.

Monique Barros, Diretora da Claro - Live TS 06-08-21 - Divulgação

Para Monique Barros, da Claro, alterações nas regras devem ser feitas apenas ao fim dos contratos. Vinícius Caram, da Anatel, diz que proposta trará competição ao mercado e beneficiará o consumidor de telefonia fixa. Abrint alerta que o STFC está encolhendo e precisa ser dinamizado.

GT vai se manifestar tecnicamente quando solicitado pela Procuradoria Federal Especializada junto à Anatel ao longo dos processos de arbitragem com Claro, Oi e Telefônica Brasil

GT-Ciber

Texto submetido à tomada de subsídios prevê alterações dos leiautes de relações de bens reversíveis e prazo da consulta se encerra no dia 31

CEO da Oi, Rodrigo Abreu, apresentou hoje, 19, o plano estratégico da Nova Oi após a recuperação judicial. O executivo prevê continuidade do foco na expansão e nas vendas de banda larga em fibra, acréscimo de receitas com novos serviços e queda forte da participação da rede de cobre nos resultados da companhia até 2024.

Conselheiros Emmanoel Campelo, Carlos Baigorri e Vicente Aquino votam a favor de arbitragem para resolver controvérsia quanto ao equilíbrio econômico-financeiro da concessão de exploração do serviço de telefonia fixa na modalidade longa distância.

Empresa avalia também o impacto da chegada das redes neutras e como estas poderão ser usadas por franqueados ou a própria Algar para oferecer serviços em áreas onde não possui infraestrutura própria.

Mas o andamento do processo está condicionado à aprovação pelo Congresso Nacional do novo marco regulatório dos serviços postais