Notícias com o tag

banda C


O Tribunal de Contas da União (TCU) realizará no dias 9 e 10 de abril Seminário fechado sobre o 5G. Diversas entidades e integrantes do governo estarão presentes apresentando suas ponderações sobre a proposta de edital do 5G da Anatel. E o segmento satelital será um deles.

O contrato de cinco anos prevê o fornecimento de antenas MIMO massivas, radiohead macro remoto e a próxima geração de equipamentos de baseband AirScale

A Anatel estima que as operadoras de celular que comprarem a faixa de 3,5 GHz terão que gastar a enorme quantia de R$ 2,5 bilhões para distribuir e instalar as novas antenas que substituirão as TVs por parabólica, com a migração de todos os canais para a banda Ku do satélite, pleito dos radiodifusores referendado pelo edital.

Por maioria de votos o conselho da Anatel decidiu que a mesma entidade que vai distribuir os Kits das TVs por parabólica também vai gerir os recursos da rede privativa do governo e da rede da Amazônia.

Empresa sozinha pagou mais do que o maior leilão já realizado pela FCC até aqui. Depois da Verizon, os principais compradores foram AT&T e T-Mobile

Na próxima semana, a Anatel bate o martelo sobre o modelo do leilão de espectro da 5G. Alguns temas ainda em debate. Entre eles, o da exclusividade das frequências apenas para o serviço móvel pessoal, que poderia impedir a construção de rede neutra. Mas o relator, Carlos Baigorri, nega.

A empresa já solicitou a aprovação da proposta ao judiciário e uma audiência em 17 de março

Um dos modelos de filtro também é integrado a um Low Noise Block a fim de compensar a perda de sinal associada ao cabo coaxial, típico em frequências relativamente altas. 

Apesar de reconhecer que os custos são mais altos do que se a agência optasse pela mitigação da interferência, como queriam as teles, o conselheiro Carlos Baigorri, diz que as vantagens técnicas da decisão são mais vantajosas.

Pelo cronograma proposto, 5G em 3,5 GHz começa nas capitais 300 dias após a publicação dos vencedores do leilão no Diário Oficial. Cidades com menos de 200 mil habitantes serão atendidas a partir de julho de 2023