Notícias com o tag

450 MHz


Foto: Projetado pelo Freepik

Piloto cria rede de internet das coisas na frequência e é tocado em unidade do grupo AMAGGI.

Primeiro sistema para rede de banda larga privada de longo alcance e alta capacidade, a Vectura LTE 250 atende à demanda por conexão no campo brasileiro cobrindo área com raio de até 90 km.

Foto: Projetado pelo Freepik

O uso da opção satelital, ao invés da faixa de 450 MHz, já motivou cinco pedidos de vistas dos dirigentes da agência.

Serão selecionadas 10 startups que terão apoio da Wayra, do hub de inovação Pulse da Raízen, em Piracicaba, e acesso a tecnologias de conectividade da Ericsson.

Mesmo com menor alcance ao prometido, as operadoras avaliam que essa faixa é fundamental para o atendimento à área rural brasileira.

Foto: Projetado pelo Freepik

A Vivo anunciou hoje (23) que vai começar a explorar a frequência de 450 MHz, adquirida ainda no leilão de 2,5 GHz em 2012. A operadora vai destinar a banda para fornecimento de serviços de internet das coisas em áreas ruais. O projeto começa na Usina Costa Pinto, em Piracicaba, SP.

Foto: Projetado pelo Freepik

Existem três votos na mesa. Mas a tendência e liberar o uso do satélite para cumprir meta rural e retomar a faixa de 450 MHz não ocupada.

A operadora da escandinávia já pagou por 30% da operadora brasileira, mas os outros 30%, pelos quais vai desembolsar US$ 150 milhões, estão condicionados à renegociação da dívida com os bancos brasileiros e chinês.

A Anatel terá que decidir se as operadoras, por terem atendido escolas rurais por satélite teriam descumprido regras de edital de 2012

A área técnica da Anatel já concluiu os estudos, que começarão a ser encaminhados para a avaliação do Conselho Diretor, sobre quais deverão ser as frequências a comportar as novas demandas por comunicação de dados da 5G. Voltará para a pauta a faixa de 3,5 GHz e novas propostas no mínimo ousadas, como TDD móvel. As informações foram divulgadas por Agostinho Linhares, gerente de frequência.