Surf Tech vai emitir até R$ 925 milhões em debêntures


Debêntures da Surf vão financiar implantação de redes/Crédito: Freepik
Debêntures da Surf vão financiar implantação de redes/Crédito: Freepik

O Ministério das Comunicações aprovou a emissão de debêntures incentivadas pela Surf Tech no valor máximo de R$ 920 milhões para investimentos em infraestrutura de telecomunicações, conforme portaria publicada nesta quarta-feira, 19, no Diário Oficial da União. O projeto prevê a implantação de rede de fibra óptica e infraestrutura de rede para telecomunicações. A Surf Tech é uma empresa independente a da Surf Telecom.

O projeto considerado prioritário está voltado para as regiões Centro-Oeste, Sul e parte da Sudeste e Norte. As redes vão atender a cidades do Distrito Federal e dos estados do Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul e Tocantins.

PUBLICIDADE

O programa de debêntures incentivadas gera descontos no imposto de renda dos investimentos realizados em redes com os recursos captados. Devem realizar os aportes em no máximo dois anos após a oferta pública. 

O Ministério das Comunicações estabeleceu que empresas do setor podem contrair dívida para construção de rede de transporte, rede de acesso fixo ou móvel, sistema de comunicação por satélite, rede local sem fio WiFi, cabo submarinos e subfluviais, data centers, redes IoT, redes 5G, infraestrutura geral de rede de telecomunicações, e infraestrutura para virtualização de redes. 

Em 2021, várias empresas utilizaram as debêntures incentivadas para ampliação de redes, como a TIM, a Claro, a Algar. Além da Mob Telecom, Brisanet, Unifique e Piauí Conectado, que estrearam no mercado de capitais por meio do lançamento desses papéis.

PUBLICIDADE
Anterior Microsoft compra desenvolvedora de games por US$ 69 bi
Próximos Meta se junta a iniciativa pela digitalização de emissoras de TV