STFC não pode ter regras de numeração complexas


A tecnologia vem à frente da regulamentação. E o Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC), ou a telefonia fixa, precisa ter regras menos engessadas para que a licença torne-se interessante aos ISPs. “Queremos essa numeração, desde que tenha regras modernas”, afirmou Basílio Perez, da Abrint.

Anterior Bemobi adquire a Tiaxa, empresa do mercado de microfinanças
Próximos Em busca da simplificação regulatória de recursos relevantes