Speedtest coloca a Vivo no topo do ranking de velocidade em banda larga fixa


Speedtest coloca a Vivo no topo do ranking de velocidade em banda larga fixa
Imagem: Freepik

O medidor de desempenho Speedtest considerou a Vivo a empresa com banda larga fixa mais rápida do Brasil no quarto trimestre de 2021. A Ookla, dona da ferramenta, divulgou os resultados para o ano passado nesta terça, 18.

Conforme as estatísticas, a Vivo registrou nota de 105,49 no índice de velocidade. A nota é formada por 80% da velocidade média registrada de download e 20% da média no upload. A Oi aparece em seguida, com nota de 99,62. A Claro ficou em terceiro, com 98,44.

PUBLICIDADE

O Speedtest também comparou o tempo de resposta das redes de cada operadora. Quando mais baixo o tempo de resposta, também conhecido como latência ou ping, melhor é o desempenho. Neste caso, a Oi registrou tempo de resposta de apenas 4 milissegundos em média. A Vivo, de 5 ms. Ambas as empresas estão ampliando o uso da fibra óptica e migrando clientes do cobre. A Claro, que utiliza tecnologia híbrida coaxial, teve média de latência de 12 ms.

A empresa não apresentou resultados de outros provedores.

Ranking de capitais

A Ookla também compilou dados de velocidade nas capitais brasileiras. E identificou que a capital do país, Brasília, registra a velocidade mediana mais alta, de 105 Mbps. A empresa passou a utilizar medianas, em vez de média, para melhor traduzir qual a maioria dos planos assinados. A mediana mostra qual a faixa de velocidade mais comum. Enquanto a média resulta em números mais elevados em função de planos caros e velozes, assinados por poucos, mas que acabam pesando no resultado final.

Confira na imagem o ranking das 10 cidades com mediana mais elevada. Fortaleza, onde há chegada e saída de diversos cabos submarinos rumo a América do Norte, Europa e África, tem a menor latência.

Resultado nacional

Os dados do Speedtest mostram também a media e a média de velocidade praticado no Brasil. No caso da mediana, o donwload registrado na maioria dos casos foi de cerca de 85,25, Mbps. O upload foi 41,93, e a latência, de 5 ms.

Para efeitos de comparação, a empresa divulgou a média. Neste caso, o país tem velocidade média de 128,31 Mbps por conexão, de 73,26 no upload, e ping de 12 ms.

PUBLICIDADE
Anterior ClearSale compra empresa de criação de produtos digitais por R$ 40,1 mi
Próximos Sercomtel e Copel não querem comprar a Oi Móvel