SpaceX coloca nanossatélite da UnB em órbita


Foguete Falcon-9, da SpaceX, decola no Cabo Canaveral (Flórida - EUA)
Foguete Falcon-9, da SpaceX, decola no Cabo Canaveral (Flórida – EUA) (Foto: Reprodução)

A SpaceX colocou em órbita hoje, 1, um nanossatélite desenvolvido na Universidade de Brasília (UnB). O artefato brasileiro pegou carona no foguete Falcon-9 da companhia criada por Elon Musk, ao lado de outros 39 satélites de pequeno porte.

O lançamento do foguete foi bem sucedido e se deu no início da tarde a partir de Cabo Canaveral, na Flórida (EUA). Chamada Trasporter-4, esta é a quarta missão da empresa destinada a levar pequenos satélites ao espaço.

PUBLICIDADE

O nanossatélite brasileiro foi feito por alunos de engenharia e professores da UnB. Chamado AlfaCrux, o projeto pretende vai testar e demonstrar a viabilidade de comunicação via nanossatélite.

Segundo a diretora substituta da Diretoria de Gestão de Portfólio da Agência Espacial Brasileira (AEB), Fernanda Lins, o CubeSat de apenas 1U (10cmx10cmx10cm) pode trazer novas soluções de enlaces nas faixas de frequências reservadas ao rádio amador.

“A solução é importante para realidades como a do país, com um território muito extenso e que possui áreas remotas nas quais ainda não há uma infraestrutura sofisticada de comunicação. Além disso, é uma solução de baixo custo, tanto de desenvolvimento quanto de lançamento e operação’’, explica a diretora.

Conforme o site da SpaceX, a carona no Falcon-9 tem preços iniciais de US$ 1,1 milhão, para uma carga de até 200 Kg.

Os dados coletados pelo AlfaCrux serão disponibilizados via internet e poderão ser utilizados para pesquisas sobre a comunicação de radioamadores, comunidade, inclusive, que deve auxiliar o Laboratório de Simulação e Controle de Sistemas Aeroespaciais da UnB no monitoramento do CubeSat.

Para a diretora da AEB, além dos resultados científicos que são aguardados, a parceria entre o ambiente universitário e a empresa espacial é uma grande oportunidade de capacitação de estudantes em todo o ciclo de desenvolvimento de uma missão espacial. (Com Agência Brasil)

PUBLICIDADE
Anterior Anatel amplia prazo para pagamento de multas e juros do Fistel e da CFRP
Próximos Senado marca sabatina de Artur Coimbra para 5 de abril