Sonda assina contrato da Infovia Digital no Mato Grosso do Sul


Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A integradora Sonda assinou o contrato da Infovia Digital com o governo do Mato Grosso do Sul. A iniciativa fibra óptica a novas áreas do estado e impactará 1,7 milhões de pessoas diretamente, segundo os envolvidos.

O governo do estado pagará R$ 2,29 milhões por mês para o grupo implantar e operar a Infovia Digital em 30 anos. Por sua vez, o Consórcio Sonda Infovia Digital investirá R$ 887 milhões, sendo R$ 306 milhões para a implantação da infovia e R$ 581 milhões para manutenção e operação do projeto.

PUBLICIDADE

Até 2024, será implantado 7 mil quilômetros de rede de fibra óptica, interligando 79 municípios do estado, além de disponibilizar internet de alta velocidade e gratuita em 129 praças públicas – algumas já em 2023. O resultado será redundância de rede em 50 cidades e aumento da capacidade da rede local de transporte de 4 Gbps para 215 Gbps.

O consórcio poderá explorar comercialmente a capacidade não utilizada pelo estado, revendendo-a para provedores locais em todos os municípios, mediante compartilhamento de receitas com o governo.

A velocidade média de conexão nos órgãos públicos vai subir dos atuais 6 Mbps para 30 Mbps, afirmou o governador do estado, Ricardo Azambuja. Cerca de 1.500 unidades administrativas estaduais, como escolas, unidades de saúde e segurança pública receberão acesso óptico.

O acordo também contempla a construção de um Centro de Operações de Rede (COR) em Campo Grande para o videomonitoramento das praças e dos veículos que trafegam em rodovias estaduais e na capital, bem como promoverá a conexão entre as unidades administrativas, como escolas, unidades de saúde e segurança pública.

Segundo Ricardo Scheffer, CEO da Sonda Brasil, a infraestrutura de dados disponibilizada no Mato Grosso do Sul propõe levar ao estado uma realidade ainda inexistente na região.

“Proporcionar internet gratuita é levar a inclusão digital à população por meio de praças com wi-fi livre, por exemplo. O Estado também terá a possibilidade de promover projetos como o de escolas digitais, no modelo 4.0, assim como adotar a telemedicina. Além disso, a Infovia Digital pavimentará o acesso para a iniciativa privada aportar investimentos na região, o que acarretará um crescimento estruturado tanto das organizações, como do estado”, acredita Scheffer. O contrato da parceria público-privada foi firmado no último dia 14 de junho.

PUBLICIDADE
Anterior Algar Telecom ativa 4G em duas localidades pelo programa Alô, Minas!
Próximos Setor de telecomunicações apresenta pautas prioritárias ao governo federal