Soluções para a conectividade no campo presentes no AGROtic2020


O agronegócio é um dos mercados que mais utiliza tecnologia para aumentar a produtividade. Dados do Sebrae, em parceria com a Embrapa e o INPE, apontam que 84% dos produtores rurais utilizam algum tipo de tecnologia. Porém, a cobertura de banda larga ainda é precária no campo, o que impede que novas soluções sejam aplicadas para aumentar a produtividade do agrobusiness. Esse é um dos temas que serão tratados no Agrotic 2020, evento virtual promovido pelo Tele.Síntese a partir do dia 14 de setembro.

Nos debates sobre conectividade, serão respondidas questões como quais são as soluções possíveis em redes móveis e via satélite? O que usar em cada situação? Quais as vantagens de cada tecnologia e das diferentes faixas de frequência, inclusive as não licenciadas? Serão apresentados cases de conectividade já implementados e com a participação de fornecedor, produtor, operadoras e parceiros em cada caso.

PUBLICIDADE

No primeiro dia, 14/9, serão debatidos A inovação e os desafios globais da agropecuária. A busca constante de produtividade, com necessidade de redução de custos médios de produção, desafios climáticos a serem enfrentados e o imperativo de se manter competitiva internacionalmente. Isso em um momento que dois grandes blocos EUA X China se contrapõem no cenário mundial, é o tem desse primeiro debate, que começará às 9h30.

A pergunta de como as inovações tecnológicas podem ajudar a alcançar essas metas será respondida por  Cleber Oliveira, Diretor de Inovação do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, e Matheus Ferreira,  Coordenador de Inovação do Senar. A moderação ficará a cargo de Sérgio Barbosa,| Gerente Executivo da ESALQtec, instituição parceira do Tele.Síntese no evento.

Na parte da tarde, o tema do debate é Avançam as soluções da Conectividade Terrestre. Levando em conta que a conectividade é frequentemente relacionada como o principal obstáculo para o avanço da agricultura digital, qual o estágio que se encontram e como podem evoluir? As operadoras têm investido fortemente nessa área e tentam chegar ao fazendeiro com recursos no espectro que possuem. Muitas vezes elas estão oferecendo também  soluções e serviços profissionais.

Para apresentar o tema estão confirmados  Alexandre Dal Forno,| Head de Marketing Corporativo & IoT da TIM Brasil; Diego Aguiar, Head de IoT, Big Data e Inovações B2B da Vivo e Eduardo Polidoro, Diretor de Negócios de IoT da Claro. A jornalista Wanise Ferreira fará a moderação.

Veja aqui a programação completa do Agrotic 2020 e faça a sua inscrição.

Anterior Abrint defende numeração pública opcional para a banda larga fixa
Próximos Acessos por fibra óptica já são 40% da banda larga fixa brasileira