Solução de Reconhecimento de Fala do CPQD agora reconhece sentimentos


PUBLICIDADE

A solução de Reconhecimento de Fala (STT/ASR) do CPQD recebeu as funcionalidades de análise de sentimentos e identificação de gênero e faixa etária. Baseado em tecnologia de inteligência artificial produzida no Brasil, o produto é voltado para o mercado.

O recurso de análise de sentimentos permite identificar pela voz do interlocutor seu estado de ânimo. Assim, é possível definir o melhor momento para a abordagem do cliente em ações de marketing, vendas ou cobrança.

O mesmo mecanismo é utilizado para descobrir a faixa etária. A startup Trestto, especializada em agentes digitais humanizados com IA, foi a responsável pela programação desse recurso. “É uma funcionalidade com aplicação em vários segmentos, como a área de saúde por exemplo, que poderá dar atendimento prioritário a pessoas idosas a partir da identificação da sua faixa etária”, afirmou Thatianne Mosimann, responsável pelo portfólio Interação Inteligente.

A solução de Reconhecimento de Fala, que faz parte do portfólio de Interação Inteligente, resultou de dois projetos conduzidos pela Unidade Embrapii CPQD e serão apresentados em duas lives. Os eventos estão programadas para os dias 12 e 26 de maio. O desenvolvimento da funcionalidade contou com parceria da GenNex, empresa da área de soluções de telefonia inteligente.

“Com a incorporação das novas funcionalidades, a intenção é melhorar ainda mais a experiência do cliente, por meio de um atendimento personalizado e adequado ao seu perfil”, afirmou Thatianne Mosimann.

Outra solução, o Stressômetro, produzida pela Atento, possui uma função similar. Por meio de uma análise do tom de voz, tempo de silêncio e análise semântica do cliente a solução descobre o nível de estresse do cliente.   (Com assessoria de imprensa)

Anterior Xiaomi lança Redmi Note Pro 10 com câmera de 108 MP
Próximos Digitalização do campo no Brasil não pode demorar, alerta a Ericsson