SmartCities Mundi vai mostrar as cidades que inspiram


Crédito: Freepik
O smart cities Mundi acontece entre os dias 20 e 22 de junho. Crédito: Freepik

Sob o tema “cidades que inspiram”, a Momento Editorial e o Fórum das Américas irão reunir  Gestores públicos e executivos das áreas de telecom, energia, mobilidade, segurança e TI para debater as soluções para o presente e o futuro das cidades no congresso SmartCities Mundi, que ocorre entre os próximos dias 20 e 22 de junho. A fim de conectar as mais diferentes realidades urbanas do país, a edição deste ano será totalmente virtual.

Abordará em seus painéis tópicos como: eficiência energética na iluminação pública, tecnologias digitais para a segurança pública, o papel das startups,  uso de IoT e computação em nuvem, entre outras inovações que visam tornar as cidades mais humanas, seguras e integradas.

PUBLICIDADE

Outro destaque do congresso será o relançamento do livro Bright Green Book 1, “o livro verde do século 21”, que traz 100 dos principais casos de cidades inteligentes e seu impacto socioeconômico e ambiental no mundo. O livro contou com o apoio da ONU habitat, UNDP, Itamaraty, Governos da Itália, Holanda, Dinamarca e de centenas de empresas e instituições.

No evento de junho serão apresentados alguns projetos do Bright Green Book 2, que será lançado em outubro deste ano e  irá trazer 200 casos de inovação de impacto, ESG e soluções de grandes problemas urbanos do planeta.

O SmartCities Mundi é uma realização do portal Tele.Síntese em parceria com o Fórum das Américas. O formulário de inscrição e a programação do evento estão disponíveis no site https://www.eventos.momentoeditorial.com.br/.

Forum das Américas

O Forum atua em duas frentes principais: na organização e promoção de eventos, workshops, seminários e conferências em temas de relevância no cenário internacional e como intermediador e agência implementadora de acordos de cooperação internacional, oficializados através de MoUs (Memorandum of Understanding), entre instituições de diferentes países.

Desde o fim de 2010 o Fórum vem atuando diretamente na área de meio ambiente, com foco principal em desenvolvimento sustentável e economia verde. A priorização dessas áreas se deu principalmente devido à assinatura de MoUs entre o Ministério do Meio Ambiente da Itália e órgãos subnacionais brasileiros, tais como a Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, o Instituto Estadual do Ambiente do Rio de Janeiro (INEA) e, mais recentemente, com a Secretaria de Meio Ambiente do Estado de Pernambuco.

 

PUBLICIDADE
Anterior Estudo do Instituto Lula levanta desigualdade digital no país
Próximos Conselho Gestor do Fust tem primeira reunião