Simplificar leis é combater o custo Brasil


Para dinamizar o mercado, Luiz Henrique defende que sejam criadas regras que atuem mais no atacado do que no varejo. E defende que a cultura da desregulamentação deveria estar presente em diferentes instâncias legislativas, e não apenas entre o regulador de telecomunicações, como a Anatel.

Anterior A regulação deve saber onde focar
Próximos Quinze entidades de TI e telecom indicam a advogada Natasha Nunes para CNPD