Sigmais contrata a TIM para lançamento de soluções IoT com eSIM


Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A TIM foi escolhida pela Sigmais – empresa brasileira focada em soluções internet das coisas – para conectar seus equipamentos por meio de chips virtuais compatíveis com NB-IoT 4G. A tecnologia – que permite viabilizar a oferta de soluções de internet das coisas utilizando a frequência 700 MHz – está presente em 3.656 municípios.

“A parceria com a Sigmais reforça a liderança da TIM na conectividade IoT, segmento em que investimos fortemente nos últimos anos, em linha com nossa busca por inovação constante. Já temos uma posição consolidada no agronegócio – conectando máquinas e pessoas e suportando a transformação digital do campo – e queremos ampliar nosso alcance em outros setores, o que será possível com acordos como esse e com iniciativas como o Marketplace IoT, que apresenta todas as possibilidades da nossa conexão”, comenta Paulo Humberto Gouvêa, Diretor de Soluções Corporativas da TIM.

PUBLICIDADE

A Sigmais oferece soluções de internet das coisas eficientes e acessíveis para segmentos diversos, de varejo e indústrias a saúde e cidades inteligentes. Os equipamentos podem ser utilizados para diversos fins, como aferir temperaturas de ambientes, ajudar a calcular a durabilidade de equipamentos, indicar existência de vagas de estacionamento, sinalizar necessidade de manutenção de máquinas, entre outros.

A Sigmais não necessita de nenhuma alteração e investimento em infraestrutura para a implementação. Os aparelhos possuem baterias de longa duração e a conexão com internet é feita através dos sinais emitidos por antenas de rádio frequência.

Com a parceria, a Sigmais “levará a tecnologia IoT a localidades do país onde a solução ainda não tinha alcance”, diz Guilherme Azevedo, CTO da Sigmais.

Entre as soluções que Sigmais vende estão as de monitoramento de temperatura em grandes ambientes como shoppings, aeroportos, entre outros, permitindo redução de consumo de energia no condicionamento de ar; monitoramento de condicionadores de medicamentos termolábeis, para reduzir a perda destes na ordem de 30%; monitoramento de equipamentos industriais para a indicação do momento mais adequados de manutenção. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Intelbras e Qualcomm firmam acordo para a produção de CPE 5G no Brasil
Próximos Governo amplia prazo para regularização de retransmissoras de TV