Setor público digital gera nova economia, diz Cisco


Setor público digital e nova economia, porRicardo Mucci - CEO da Cisco Brasil | Credito: 5x5 Tec Summit
Ricardo Mucci – CEO da Cisco Brasil | Credito: 5×5 Tec Summit

A transformação digital no setor público contribui para a geração da nova economia, mais digital e com novos modelos de negócios, destacou Ricardo Mucci, presidente da Cisco Brasil, ao falar no 5×5 TEC Summit, nesta segunda-feira, 6/12. “A Cisco, em 2020, lançou um programa que chama Digital Brasil, que é inclusivo com foco na aceleração digital dos países. São mais de 40 países beneficiados”, contou Mucci.

Ele chamou a atenção para a necessidade de se transformar a infraestrutura fabril da indústria para o que chamamos de indústria 4.0. “Para isso precisa de acoplamento, de internet das coisas. Criamos um laboratório com foco em IoT e segurança da informação para fomento nesta questão da transformação digital da indústria; é em parceria com Senai e aberto para trazer fomento”, explicou.

PUBLICIDADE

Outros pontos levantados pelo CEO foram a educação digital e a aceleração da telemedicina. “A gente, como cidadão, cada vez mais, estamos tomando serviços digitais do governo e as novas gerações vão demandar que os serviços sejam dispostos de forma digital”, disse. “Quando você deixa de ter atendimento físico e vai para o  digital, há uma cobrança maior do cidadão”, acrescentou.

Mucci também contou sobre a parceria para a construção de um rádio Open RAN, voltado para o mundo 5G. “A Cisco não vai entrar na fabricação, mas está estimulando o desenvolvimento de novas frentes”, adicionou. Ao completar sua apresentação, o CEO da Cisco Brasil  destacou a necessidade de o País como um todo passar pela transformação digital. “Não há como prover novas aplicações digitais, se o cidadão não está no digital”, completou.

Governo

No painel do primeiro dia do 5X5 Tec Summit, que tratou da vertical governo, estiveram presentes vários secretários de Estado, entre eles, o de Gestão do Ministério da Economia, Cristiano Heckert. Ele assinalou que 0 governo federal vem adotando uma progressiva digitalização de todo o processo de compras públicas, desde o planejamento até a gestão do contrato. E esse modelo decanta para outros Poderes da República, assim como para estados e municípios. Já são mais de 3 mil cidades na plataforma Compras.gov.b

PUBLICIDADE
Anterior Há carência de servidores para lidar com os dados, alerta SAS
Próximos AWS: nuvem no governo aumenta PIB e IDH