SES faz acordo com a Verizon para acelerar implantação do 5G


Crédito: divulgação
Crédito: divulgação

A SES anunciou um acordo com a Verizon para acelerar a implantação do 5G. Pelo acerto, a empresa vai expandir o acesso da operadora móvel, sediada nos EUA, a uma parte da banda C (3700-3800 MHz) em regiões importantes do EUA, antes dos prazos de realocação estabelecidos no Relatório e Ordem C-Band da Comissão Federal de Comunicação dos EUA (FCC).

Pela operação, a SES ganhará US$ 170 milhões adicionais da Verizon por meio de compensação acelerada.

PUBLICIDADE

A SES já concluiu sua fase I de liberação acelerada de banda C antes do primeiro prazo da FCC, de 5 de dezembro de 2021. É uma etapa crítica para cumprir os objetivos da Comissão de implantar rapidamente serviços 5G nos EUA.

Como resultado, ganhou quase US$ 1 bilhão em pagamentos de realocação.

Para cumprir o prazo da Fase II, de 5 de dezembro de 2023, a SES está trabalhando para realocar seus serviços existentes da banda de 3700-4000 MHz e completar as mudanças de equipamentos para as Estações Terrenas Incumbentes em todo o território contíguo dos Estados Unidos. Isso a fará receber US$ 3 bilhões adicionais em pagamentos de realocação acelerados no processo.

Este novo acordo fará com que a SES expanda o acesso da Verizon ao bloco de 3700-3800 MHz em certos mercados, além das 46 Áreas Econômicas Parciais liberadas na Fase I, e antes do prazo de realocação acelerada da Fase II.

A SES instalará filtros e outros equipamentos auxiliares em cerca de 500 locais em 2022, comparáveis ​​às atividades executadas durante a Fase I. O recebimento dos US$ 170 milhões adicionais da Verizon estará sujeito à entrega da compensação em um cronograma acordado pelas partes.

“Fornecer serviços 5G para o maior número de americanos o mais rápido possível ajuda a economia dos EUA e permite a entrega de serviços valiosos à população. Aproveitaremos a experiência que adquirimos no ano passado e encurtaremos o cronograma de liberação do espectro da Verizon”, disse Steve Collar, CEO da SES.

Custos adicionais

A SES terá custos adicionais para realizar essa compensação. A estimativa anteriormente comunicada de US$ 80 milhões de custos não reembolsáveis ​​em todo o projeto de compensação da banda C está agora atualizada para US$ 100 milhões para refletir a magnitude do acordo com a Verizon.

Este é mais um dos investimentos da Verizon para a implantação do 5G. Em 2021, a empresa fez um acordo de fornecimento de rede com a Ericsson.

PUBLICIDADE
Anterior Telefónica Tech compra a Incremental, parceira da Microsoft
Próximos Desigualdade no acesso à internet pode comprometer o futuro do país