Serviços de telecomunicações fecham 2020 com perdas de 3,5%


Os serviços de informação e comunicação apresentaram valorização positiva de 0,3% entre novembro e dezembro de 2020. Na comparação entre dezembro do ano passado e o mesmo mês de 2019, a alta é de 1,5%. Porém, o setor fechou o ano com perdas de 1,6%, como mostra pesquisa do IBGE divulgada nesta quinta-feira, 11.

PUBLICIDADE

Entre os segmentos, os serviços de telecomunicações apresentam números negativos em todas as comparações: de -0,3% na passagem de novembro para dezembro; de -2,8% na comparação anual e de -3,5% no fechamento de 2020. Mas, as maiores perdas foram registradas pelos serviços de audiovisual, que terminaram o ano com recuo de 17,7%, embora entre novembro e dezembro tenham subido 1%.

Já os maiores ganhos vieram dos serviços de TI, que fecharam o ano com alta de 8,3%. Na comparação entre novembro e dezembro, o ganho foi de 1,9% e de 14%, quando comparados os meses de dezembro de 2019 e 2020. Os serviços de TIC tiveram alta no confronto entre os meses de novembro e dezembro de 0,2%; ganho de 2,9% na comparação anual e crescimento de 0,7% no ano de 2020.

De acordo com o IBGE, os serviços de informação e comunicação apresentaram perdas de receita especialmente nos segmentos de telecomunicações; programadoras e atividades relacionadas à televisão por assinatura; atividades de exibição cinematográfica; operadoras de TV por satélite; e consultoria em tecnologia da informação.

Geral

Em dezembro de 2020, o volume de serviços em geral ficou estável (-0,2%) frente a novembro, interrompendo uma sequência de seis taxas positivas. Frente a dezembro de 2019, o setor recuou 3,3%, sua décima taxa negativa seguida nessa comparação. O acumulado no ano caiu 7,8% frente ao mesmo período de 2019, superando, com isso, o ano de 2016 (-5,0%), que registrava até então, a queda mais intensa neste tipo de indicador.

Anterior ANPD investiga possível vazamento de dados de operadoras
Próximos Governo quer ouvir mercado sobre programa Norte Conectado