Usuário de smartphone gasta 72% do tempo com OTT, diz pesquisa


A média de tempo diário que usuários utilizam smartphones quase duplicou entre 2011 e 2013, de 98 minutos para 195 minutos, de acordo com uma nova pesquisa da Analysys Mason. O relatório “Uso de smartphone por consumidores 2014: serviços de comunicação OTT” avaliou a utilização real de smartphones entre consumidores na França, na Alemanha, no Reino Unidos e nos Estados Unidos, entre meados de agosto e final de outubro de 2013. O uso de plataformas de comunicação e aplicativos caiu de 49% para 25%, considerando-se todo o tempo de uso do aparelho. Além disso, 72% de entrevistados usavam serviços de mensagem IP (over-the-top, OTT).

O tempo gasto com “comunicação” por smartphones está aumentando, mas diminuiu em termos relativos. A relação entre os consumidores e seus smartphones está se tornando cada vez mais significativa no que se refere a tempo e, também, a comprometimento.

PUBLICIDADE

Serviços de mensagem IP foram adotados massivamente na Alemanha, e o Reino Unido deve seguir essa tendência. Os 25% de uso de aparelhos dedicados a comunicações não são privilégio das operadoras móveis: os serviços OTT estão sendo usados pela maioria dos proprietários de celulares inteligentes. A análise de hábitos de consumo confirmou que SMS e e-mail são os serviços de comunicação por texto dominantes, com alta penetração entre os grupos, mas também uma crescente base de usuários de smartphone adota serviços de mensagem. Em 2013, os usuários ativos eram 72%, contra 45% em 2011.

Observadores europeus comprovaram uma acentuada curva de adoção do WhatsApp na Espanha e na Holanda, e agora na Alemanha, com 90% dos entrevistados da pesquisa utilizando o serviço. O mercado de mensagens do Reino Unido segue a mesma tendência.

Os serviços de Voz sobre IP ainda têm de conquistar mercado em alguns países, de acordo com noss análise de uso de aplicativos, apesar da elevação da penetração. A penetração mais alta foi no Reino Unido, onde 38% dos entrevistados disseram usar esse serviço durante o período de estudo.

O estudo foi baseado em dados do Nielsen, utilizando um aplicativo desenvolvido pela Arbitron Mobile.

A apresentação da Analysys Mason com os resultados iniciais desses relatórios está disponível em: Webinar – Uso de smartphones por consumidores: percepções do mundo real para o uso do dispositivo (é necessário fazer um registro).

PUBLICIDADE
Anterior Copa: Governo não vai intervir pelas antenas WiFi nos estádios
Próximos Campolina diz que recursos do MCTI são insuficientes para atender os desafios do setor