Serviços de comunicação variam 0,1% em fevereiro


Os serviços de informação e comunicação ficaram praticamente estáveis em fevereiro, com variação de 0,1%na comparação com o mês anterior. Telecomunicações, entretanto, recuaram 1,8%, assim como TIC, com –0,1%. Já TI, com alta de 1,7% e audiovisual com avanço de 3%, garantiram um resultado positivo para o setor. 

Segundo a pesquisa do IBGE, divulgada nesta quinta-feira, 15, na comparação com o mesmo mês do ano passado, o setor teve alta de 2,7%. Serviços de TI avançaram 17,8% e TIC, 4,9%. Já audiovisual despencou 14,4% e Telecomunicações, -2,1%. 

De acordo com o IBGE, o avanço em informação e comunicação foi impulsionado, sobretudo, pelas empresas dos ramos de portais, provedores de conteúdo e ferramentas de busca na Internet. Além da alta vinda de desenvolvimento e licenciamento de softwares; outras atividades de telecomunicações; e suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação.   

No acumulado do ano, serviços de informação e comunicação subiram 2,1%, mas nos últimos 12 meses, a taxa ficou negativa em 1,4%. O destaque vai para os serviços de TI, que acumulam ganhos de 15,5% em dois meses. 

Geral 

Em fevereiro, o volume de serviços no Brasil avançou 3,7% frente a janeiro, alcançando a nona taxa positiva seguida. No confronto com fevereiro de 2020, o setor recuou 2%, a décima segunda taxa negativa seguida. O acumulado nos últimos doze meses (-8,6%) manteve a trajetória descendente iniciada em janeiro de 2020 (1%) e apontou o resultado negativo mais intenso da série histórica, iniciada em dezembro de 2012. 

Anterior Oi lança oferta de fibra óptica com 1 Giga de download
Próximos Ericsson e Mediatek alcançam 5,1 Gbps ao combinar banda média e alta no 5G