PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Governo

Serpro ganha reforço de caixa de R$ 96 milhões

Após ter processo de privatização interrompido, empresa de TI do governo tem orçamento aumentado

Crédito: Divulgação

Depois de ter a privatização interrompida por despacho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) ganhou um reforço de caixa da ordem de R$ 96 milhões. Os recursos saíram da Receita Federal, após a inclusão de nova quantidade no serviço de desenvolvimento e manutenção de sistemas pela estatal.

A privatização do Serpro e da Dataprev sofreu várias críticas por serem empresas públicas responsáveis pela gestão da Tecnologia da Informação e de dados de cidadãos, muito deles sensíveis, que usam serviços digitais do governo federal.

O Serpro tem 58 anos de fundação e, de acordo com seu site, é a maior empresa pública de Tecnologia da Informação do mundo, responsável por mais de 90% das soluções digitais do Estado brasileiro e líder do mercado nacional de TI. É responsável, por exemplo, pelo Imposto de Renda dos brasileiros via internet, do controle de veículos e da carteira nacional de habilitação.

A estatal informa que tem cerca de 24 mil clientes no Brasil, além da atuação em outros 15 países. É vinculada ao Ministério da Fazenda, de onde sairá o reforço do orçamento do Serpro.

Lula interrompeu o processo de privatização do Serpro, Dataprev, Correios, EBC e outras empresas públicas incluídas no programa de desestatização do governo passado, com o intuito de “assegurar uma análise rigorosa dos impactos da privatização sobre o serviço público ou sobre o mercado no qual está inserida a referida atividade econômica”.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS