Sercomtel leva 5G SP e N. Copel e Unifique ficam com a 5G do Sul do país.


O fundo Berdaux, do empresário Nelson Tanure, arrematou as licenças de 5G do sul do país, juntamente com a Unifque. Comprou também 5G de São Paulo e região Norte, sozinho. A disputa pelo Sul foi a mais concorrida, com 14 rounds, e ágio de 1.454%

O empresário Nelson Tanure, um dos controladores do fundo Bordeaux, que já foi sócio da Oi, e recentemente arrematou as operadoras estatais Copel Telecom e Sercomtel, participou de  uma das mais emocionantes disputas de preço no leilão do 5G da Anatel, que se desenrola hoje, 4. A disputa de 14 rounds ocorreu entre a Iniciativa 5G – consórcio dos pequenos provedores de internet, reunidos na empresa Mega Net  no leilão, e o consórcio 5G Sul, que reúne a Copel Telecom e a Unifque, operadora de Santa Catarina que recentemente realizou IPO.

PUBLICIDADE

As ofertas iniciais dos dois grupos pelos 80 MHz da faixa de 3,5 GHz começou com valores de R$ 20 milhões, da Mega Net, e de R$ 19 milhões pelo consórcio 5G Sul e terminou com ágio de 1.454,7% e valor de R$ 73,6 milhões pelo espectro, arrematado pelo consórcio 5G Sul.

A Sercomtel foi sozinha pela disputa da frequência de 5G  e arrematou a licença dos estados de São Paulo e região Norte do país, pelo valor de R$ 82 milhões,  ágio de 720%, contra a oferta final da Highiline de R$ 77,77 milhões.

Com essas duas vitórias, formou-se no país, ao lado da BrisaNet, dois novos grupos de operadores de celular que irão atuar em extensas áreas do território brasileiro.

PUBLICIDADE
Anterior Brisanet leva dois lotes regionais do 3,5 GHz com ágio de até 13.741,71%
Próximos Asus lança celulares Zenfone 8, um deles com câmera flip