Sencinet abre processo para parcerias com ISPs


A Sencinet abriu um processo de parcerias com companhias regionais para ampliar a distribuição de seus produtos, principalmente o SD-WAN. O processo oferece uma oportunidade para provedores de Internet (ISPs), que normalmente fazem negócios com usuários finais, passarem a fornecer serviços para empresas de todos os portes.

Com base na relação de empresas autorizadas SCM da Anatel, a companhia já identificou cerca de 500 possíveis parceiros no Brasil. Desses, a empresa já contatou mais de 100. “Estamos abrindo um canal para conhecer essas iniciativas, apresentar nossas oportunidades e havendo interesse e sinergia, construir relacionamentos que permitam o desenvolvimento de negócios com potencial de ganhos para todos os envolvidos”, afirmou o CEO da Sencinet, Alex Ingles.

PUBLICIDADE

De acordo com Thiago Leite,  responsável pelo credenciamento de ISPs na Sencinet, a colaboração pode auxiliar ISPs a oferecer estruturas robustas a empresas que desejarem se expandir para fora dos grandes centros.

Após demonstrarem interesse na parceria, os ISPs passam por um processo de homologação junto à Sencinet. Nessa fase, são verificados aspectos estruturais e questões comerciais. Uma vez aprovados, eles passam a constar em um cadastro de parceiros aptos a indicar e serem indicados pela Sencinet para atender ao mercado. Os interessados podem entrar em contato pelo site oficial da empresa.

Além do Brasil, o programa tem avançado principalmente na Colômbia. No país, a empresa detectou quase 200 provedores e contatou mais de 50. Já no México, a empresa trabalha com um mailing de cerca de 150 provedores, dos quais 40 já estão em fase de homologação ou negociação. Recentemente, a Sencinet levou a iniciativa a Argentina, onde identificou 200 ISPs.

Em outubro do ano passado, a British Telecom (BT) América Latina se tornou a atual Sencinet após a venda de ativos da BT ao CIH Group. Com isso, a estratégia da empresa passou a focar em lançamento de SD-WAN e soluções de segurança. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Minicom e RNP detalham proposta de operação da infovia que atravessa a Amazônia
Próximos Brasil TecPar compra a Nexus e já mira parcerias no Uruguai