Sem profissional de TI, aumenta a procura por Edtechs


Rodrigo Terron, CEO da Rocketseat – Crédito: Divulgação

A demanda por profissionais de tecnologia está em alta no mercado, muito em função da aceleração da transformação digital das empresas. A média salarial acompanha esse aquecimento, reflexo da escassez de mão de obra especializada, em meio às estatísticas recordes de desemprego.

Dezenas de empresas estão com oportunidades abertas para várias funções, como desenvolvedor front-end, analista de suporte, analista de mercado, product manager, entre outras especialidades. Segundo a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação (Brasscon), o Brasil forma anualmente cerca de 45 mil pessoas na área de tecnologia, mas são abertas uma média de 70 mil vagas por ano.

PUBLICIDADE

Leia a reportagem completa no Digital Money Informe

Anterior Droander Martins: A nova realidade para o ISP
Próximos Decreto que altera o Marco Civil aumentará os riscos a crianças na Internet