Segurança no ar e em terra


Caique Alexandre Calegari, gestor de projetos da Neger Aeroespaço

Neger Aeroespaço

3º Lugar

Categoria Fornecedores de Software e Serviços

Serviço Inovador: Drone Control

Por Fátima Fonseca

PUBLICIDADE

[O Tele.Síntese vai publicar ao longo das próximas semanas as reportagens publicadas no Anuário Tele.Síntese de Inovação 2020, editado no final do ano passado e que pode ser baixado na íntegra e gratuitamente aqui]

Com o surgimento dos drones vieram também as fraudes e novos crimes. Imagens não autorizadas em uma mineradora, por exemplo, podem literalmente indicar a mina do ouro para o bandido. Ameaça ainda o setor de transporte de seguros, os centros de logística e de distribuição e deixa mais vulnerável o espaço aéreo, tornando-se se um risco para os aeroportos.

Para resolver situações como essa, a DroneControl, empresa brasileira de base tecnológica, desenvolveu um conjunto de soluções, que comercializa como APaaS – Airspace Protection as a Service. O Serviço de Proteção do Espaço Aéreo contra Drones não Autorizados, especialmente planejado para o setor de segurança, detecta aeronaves não tripuladas dentro de uma área pré-determinada.

Indica a exata localização do drone e do piloto, emite alertas via e-mail e SMS, faz o rastreamento e o registro de voos e grava evidências forenses. Com alcance de até 7 Km, ainda permite tomar medidas automáticas através de bloqueador de sinais de radiocomunicações para captura e interceptação.

O engenheiro Caique Alexandre Calegari, gestor de projetos na DroneControl, explica que o módulo receptor (analisador de espectro de alto desempenho) recebe as informações de radiofrequência e realiza a decodificação necessária para identificar os drones nas proximidades.

Os dados são enviados para a plataforma de processamento de dados via Ethernet ou uma rede sem fio 3G/4G. A partir da unidade receptora e das antenas, é possível detectar a geolocalização do drone e seu controlador.
“Como o modelo é o de prestação de serviços, o cliente paga por hora e metro quadrado utilizado e não precisa se preocupar com a compra dos equipamentos”, enfatiza Caique.

Inovação

A DroneControl é uma spin-off da Neger, empresa de tecnologia nacional com mais de 30 anos de trabalho com aplicações de sistemas de telecomunicação para lugares sem eletricidade, telefonia e internet. Com sede em Campinas (SP), atua também na área de defesa e segurança, com sistemas de bloqueadores de celular em presídios,  por exemplo.

O projeto DroneControl surgiu em 2015, resultado de projetos de pesquisa, apoiados pela Finep, Unicamp e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Os dispositivos de detecção, em conjunto com os sistemas de bloqueio de drones, foram submetidos a testes nos laboratórios do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e aprovação para certificação e homologação na Anatel.

Em 2018, entrou para o programa de aceleração da empresa de segurança Brink’s, para a qual ativou comercialmente o primeiro sistema civil de proteção contra drones hostis no país.

Hoje, além de empresas de transporte de valores, já colocou o sistema em mineradoras, no Aeroporto de Congonhas, na capital paulista, no Aeroporto Internacional de São Paulo e no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Rio Galeão), no Rio de Janeiro (RJ).

Anterior O gostinho da 5G no ESS
Próximos Sob medida para o serviço pré-pago