Seguradoras digitais prometem queda no preço dos planos de seguros


O mercado de seguros no país deverá passar por um processo de transformação com a chegada das seguradoras digitais, que oferecem planos sob demanda ajustados às necessidades e possibilidades financeiras dos usuários. Com o modelo de negócios baseado em proteção em tempo real, sem carências e a preços competitivos, a startup 88i Seguradora Digital espera comercializar 50 mil apólices e chegar a R$7 milhões em prêmios, até o final de 2021.

“A experiência do usuário de seguros atualmente é ruim em todos os processos da jornada. O cliente parece ser o bandido que precisa provar ser inocente o tempo todo”, afirma Rodrigo Ventura, fundador da 88i Seguradora Digital.

Os custos elevados de distribuição e de administração, segundo ele, constam das principais ineficiências do mercado de seguros no país hoje, encarecendo o valor dos contratos. Além da tecnologia, cerca de 10 anos defasada se comparada às adotadas pelas instituições financeiras, há os processos manuais e burocráticos que impactam nos preços. A solução digital, segundo ele, tende a oferecer uma queda de quase 50% no preço dos seguros.

A startup, que começou como uma empresa de tecnologia para seguros, teve seu projeto homologado no ano passado como seguradora para plataformas digitais pela Superintendência de Seguros Privados (Susep). Para poder atuar por três anos dentro no ambiente Sandbox da Susep, foi preciso provar a eficiência de seu portfólio de produtos, o impacto na inclusão de pessoas e a redução de preços das propostas.

Fernando Moreira, CEO da 88i e Rodrigo Ventura, fundador da 88i.

Os produtos oferecidos já foram aprovados pela Susep em março deste ano e cobrem vida digital, que envolve todos os portais de interação com a internet como celular, tablets, notebooks entre outros; vida, saúde e bem estar, que tratam de acidentes pessoais e telemedicina; e proteção financeira, impedimento ao trabalho e entregas protegidas.

Internacional

A empresa quer replicar no Brasil experiências de sucesso baseadas em outros mercados, onde 90% dos clientes passaram a consumir seguros pela primeira vez em função do acesso fornecido por seguradoras digitais. É o caso da chinesa ZhongAn, que já alcançou mais 600 milhões de clientes com a tecnologia AWS, e da americana Lemonade, resultado da parceria entre Google, Sequoia e Soft Bank.

O seguro digital vai acarretar mudança radical na forma que o usuário lida com o seguro hoje. “Vamos fracionar o seguro no espaço e no tempo e oferecer apólice em tempo real, conforme a necessidade do cliente”, diz. O conceito é que o usuário compre um plano de assinatura, que nem o Netflix, e consuma os produtos conforme seu interesse.

A seguradora vai operar em um ecossistema digital em parceria com empresas do segmento de e-commerce, mobilidade, delivery e fintechs na comercialização de soluções. Para isso fechou parcerias estratégicas com grandes players do mercado digital como PicPay, Vá de Taxi, U4Crypto e Bitfy, possibilitando que as soluções de proteção desenhadas para o consumidor final sejam integradas, em até quatro semanas, às plataformas das parceiras.  A base dos  negócios são tecnologias de ponta de inteligência artificial, dentro da arquitetura e do que existe de mais moderno da Amazon Web Services, e processos inovadores exclusivos da 88i.

“Essas empresas são nossos clientes e também parceiros de negócios, pois vamos usar essas plataformas para democratizar o acesso aos nossos serviços”, diz Ventura. Com aportes de R$ 5 milhões da Domo Investidora e R$ 2 milhões de anjos investidores especializados no mercado digital, a startup espera abrir as portas do mercado de seguros para a população brasileira.

Fernando Moreira, que reúne uma vasta experiência internacional no mercado de seguros, especialmente em processos disruptivos, será o CEO da 88i. O executivo foi presidente da HSBC Seguros, CEO Cigna CMC e Pingang, ambas  empresas chinesas. Atualmente é o head global de seguros da canadense Scotiabank. Seu desafio é transformar a startup do Sandbox da Susep em líder de mercado de seguros digitais, nos próximos cinco anos.

Anterior Phoenix Fiber contrata Furukawa para equipar sua rede neutra
Próximos Rede privativa proposta pela Telebras é diferente da prevista no leilão 5G, diz Minicom