Seaborn e EdgeUno doarão 90 dias de capacidade IP para ONGs de pesquisa e governos


A Seaborn Networks, dona de um cabo submarinos que liga o Brasil aos Estados Unidos, e a fornecedora de serviços em nuvem EdgeUno, dona de infraestrutura de rede em pontos da América Latina, vão oferecer por 90 dias de acesso gratuito à internet.

O objetivo é ajudar organizações sem fins lucrativos, programas educacionais, governos estaduais e municipais, provedores de serviços públicos de saúde e organizações não-governamentais durante a pandemia de Covid-19.

PUBLICIDADE

Poderão solicitar o acesso gratuito à internet organizações de ensino a distância, entidades governamentais, médicas e de pesquisa. As instituições precisam ser de algum dos países onde há rede da Seaborn ou da EdgeUno: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Peru. O acesso gratuito à internet por 90 dias não tem nenhuma obrigação de o cliente se comprometer além do período gratuito.

“Fornecer acesso gratuito à internet é a nossa maneira de apoiar as comunidades nas Américas e implementar rapidamente as diretrizes de distanciamento social recomendadas pelo governo”, disse Mehmet Akcin, CEO da EdgeUno. “Esperamos que o acesso à internet de alta capacidade ajude instituições locais, estaduais e regionais neste ambiente desafiador”, completa.

“Ao remover esse ônus financeiro causado pela operação de uma rede IP, esperamos reduzir a pressão sobre essas organizações e permitir que elas cumpram suas respectivas responsabilidades durante a crise da saúde”, disse o CEO da Seaborn, Larry Schwartz.

Anterior Ferramenta gratuita da ViewSonic para ensino a distância está disponível
Próximos Oi lança internet por fibra óptica em três cidades gaúchas