Saiba quais celulares vendidos hoje no Brasil são compatíveis com as futuras redes 5G SA


O ritmo das homologações de dispositivos 5G SA deve aumentar ainda mais com a finalização do leilão 5G, e alguns dispositivos já tem software habilitado para SA, bastando apenas atualizar sua certificação na agência reguladora

Crédito: Freepik. Brasil
Crédito: Freepik

No Brasil, 21 smartphones à venda estão habilitados para funcionar em redes 5G Standalone, nos conformes do release 13 do 3GPP, segundo lista da Anatel obtida pelo Tele.Síntese. O número, vale dizer, tende a crescer, pois há aparelhos que funcionam em redes 5G DSS (NSA) que poderão ser homologados novamente pela agência para operar nas redes SA, caso a fabricante resolva fazer uma atualização do software que libere recursos atualmente desligados nos aparelhos.

O edital do leilão 5G, que terminou na sexta, 5, estabelece obrigações de que os vencedores do certame levem a rede 5G Standalone para todas as capitais do Brasil até 2022. Outro ponto estabelece que todos os municípios com população acima de 30 mil habitantes deverão contar com o 5G SA até 2029.

PUBLICIDADE

Asus, Realme, Apple, Samsung, Motorola e Xiaomi são as marcas que hoje trabalham com modelos preparados para as redes 5G brasileiras a serem implantadas após o leilão. Os preços dos aparelhos variam entre R$ 1.300 e R$ 10 mil.

Dos 12 smartphones da Samsung compatíveis com a 5G à venda no Brasil, por exemplo, apenas o Galaxy Z Flip 3 foi considerado compatível com o 5G SA pela Anatel, por enquanto. Em posicionamento, a marca reforçou que já iniciou testes da aplicação dessa tecnologia em seus produtos.

Outros celulares 5G ainda estão passando pelo processo de regularização. Há casos de celulares com software já compatível com o Standalone, mas cujos fabricantes ainda precisam atualizar a homologação na agência. Veja, abaixo, nosso levantamento de aparelhos que você pode comprar hoje com a certeza de que poderá usar nas redes de amanhã.

Até R$ 3 mil

* O Realme 7 5G não tem certificação para o espectro de 3,5 GHz, mas tem compatibilidade com outras frequências do leilão, como 2,3 GHz

Até R$ 5 mil

Até R$ 8 mil

A partir de R$ 8 mil

 

PUBLICIDADE
Anterior Empresas apresentam projetos de WiFi com soluções do Facebook
Próximos Depois da “Internet das Coisas” virá o "Você das Coisas”