Rio de Janeiro atinge meta e sinal analógico de TV será desligado


shutterstock_kentoh_audiovisual_TV_TV_paga

A partir desta quarta-feira, 22, o sinal analógico de televisão será desligado nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte e mais 56 municípios localizados no entorno das duas capitais. O processo de transição para a TV digital havia começado há um mês no Rio de Janeiro e no dia 8 de novembro em Minas Gerais.

PUBLICIDADE

A decisão foi anunciada durante reunião do Gired, grupo responsável pela implantação da TV digital no Brasil, hoje, 21. O grupo também decidiu pela antecipação da data do desligamento das transmissões analógicas nos agrupamentos de Cuiabá (MT) e Campo Grande (MS) do dia 28 de novembro de 2018 para o dia 14 de agosto de 2018.

O desligamento da TV analógica no Rio de Janeiro foi confirmado depois da apresentação do resultado de uma pesquisa, realizada de 9 a 20 de novembro, que aponta que 90% dos domicílios estão prontos para receber o sinal digital de TV. O índice é o percentual mínimo exigido para encerrar as transmissões analógicas de TV, conforme portaria do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Em outubro, o índice de digitalização nas residências do agrupamento era de 87%, o que levou à decisão de estender o processo de desligamento pelo período de um mês.

Além da capital, o grupo do Rio de Janeiro inclui mais 18 cidades: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Petrópolis, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica e Tanguá. Em todas essas cidades, a população atingida soma 12,4 milhões de pessoas.

Já no agrupamento de Minas Gerais, o desligamento inclui Belo Horizonte e mais 38 cidades: Araçaí, Baldim, Betim, Brumadinho, Cachoeira da Prata, Caeté, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Fortuna de Minas, Funilândia, Ibirité, Igarapé, Inhaúma, Itaúna, Jequitibá, Juatuba, Lagoa Santa, Mário Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Pedro Leopoldo, Prudente de Morais, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, São José da Varginha, Sarzedo, Sete Lagoas, Taquaraçu de Minas e Vespasiano. Ao todo, a mudança para a TV digital deverá beneficiar uma população de 5,5 milhões de pessoas.

No Rio de Janeiro e entorno foram distribuídos até o momento 1,1 milhão de kits de conversores digitais, 89% do total, para as famílias beneficiárias de programas sociais do governo federal. Nos municípios de Minas Gerais, foram entregues 386 mil equipamentos (79%). A distribuição dos kits continuará pelos próximos 30 dias.

São Paulo

Pelo cronograma de implantação da TV digital, na próxima semana, dia 29 de novembro, será a vez de Campinas (SP) e mais 84 cidades próximas; Franca (SP) e outros 24 municípios da região; Ribeirão Preto (SP) e mais 19 cidades; Santos e outras oito cidades (SP); e mais 19 cidades do Vale do Paraíba, também no estado de São Paulo.

Com o desligamento do sinal analógico de televisão nas cidades do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, a implantação do Sistema Brasileiro de TV Digital vai abranger 193 municípios e beneficiar uma população de cerca de 60 milhões de pessoas.

Desde o início do processo, o sinal analógico já foi desligado em Rio Verde (GO); Brasília e 9 cidades do entorno do Distrito Federal; São Paulo e 38 cidades do estado; Goiânia e mais 28 municípios de Goiás; Recife e outras 13 cidades de Pernambuco; Salvador e mais 19 cidades da Bahia; Fortaleza e outras 14 cidades do Ceará; Vitória e mais seis cidades do Espírito Santo. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Planejamento terá que se manifestar sobre papel da Telebras no Plano de Conectividade
Próximos Mexer no TAC agora pode fazer sumir o dinheiro da banda larga, diz secretário