Remessas de tablets caem 8,5% no mundo


ipad pro 10 pencil smartkeyboard apple tabletO mercado mudial de tablets encolhe a olhos vistos em todo o planeta. Dados divulgados hoje, 04, pela consultoria IDC, mostram que as remessas dos fabriantes às lojas, distribuidoras ou diretamente ao consumidor caíram 8,5%, para 36,2 milhões de unidades, no primeiro trimestre do ano. Este foi o décimo trimestre seguida de retração para o segmento.

“Acreditamos que o principal motivo [para redução nas vendas] é o aumento da dependência por smartphones, mas há também a evolução mínima da tecnologia e do formato tablet”, avalia o analista da IDC, Ryan Reith.

A consultoria percebeu outra tendência nos números. O mercado de tablet surgiu em 2010, com o lançamento do iPad. Cresceu sem parar até 2013, e em 2014 iniciou sua decadência. Os anos de crescimento coincidem com queda abrupta nas vendas de computadores (desktops ou notebooks). E agora, a queda nas vendas de tablets vem acompanhada do aumento nas vendas de computadores, ainda que tímido. Indício de que o consumidor estava trocando um pelo outro.

PUBLICIDADE

No ranking das fabricantes mais importantes, a Apple segue como aquela que mais faz tablets. As vendas do iPad encolheram 13% em um ano, mas ainda são a maioria, com 8,9 milhões de peças vendidas. Em segundo lugar vem Samsung, com 6 milhões de aparelhos vendidos, encolhimento de 1,1%. A Huawei tomou o terceiro lugar da Amazon, após crescer 31,7% em um ano, e vender 2,7 milhões de unidades.

Anterior WhatsApp sai do ar em diversos países, inclusive no Brasil
Próximos Vivendi sai vitoriosa na assembleia de acionistas da Telecom Italia