Remessas de tablets caem 12,6% no trimestre


As remessas mundiais de tablets, de fabricantes para os distribuidores e varejo, caiu 12,6% no terceiro trimestre, aponta a consultoria IDC, em comparação com um ano antes. No período foram enviados 48,7 milhões de unidades.

Em dezembro, a consultoria estimava a base mundial de talets em 581,9 milhões de unidades e uma redução no ritmo de venda em todo o globo. “Continuamos a receber informações de que os usuários estão mantendo o uso de dispositivos antios da categoria em uso, ficando com eles por mais de quatro anos”, diz Ryan Reith, diretor da IDC mundial.

PUBLICIDADE

“O tablet tem seu lugar na computação tradicional. Mas, conforme a base de smartphones cresce e os celulares ficam maiores e mais capazes, a necessidade por tablets menores diminui. O mercado aparenta estar em transição”, diz o analista.

Para a IDC a transformação proposta pelos fabricantes são os conversíveis e destacáveis, tablets com funções de laptop e que têm teclado e tela separáveis. Os tablets destacáveis tem baixo percentual do mercado, mas essa cifra deve crescer “dramaticamente” nos próximos 18 meses. “No entanto, os destacáveis feitos por fabricantes OEM de computadores vão competir com os feitos pelos fabricantes OEM de smartphones, acostumadas a entrega produtos de baixíssimo custo”, prevê a consultoria.

Abaixo, veja quais empresas estiveram na liderança das mendas de tablets, no mundo.

Fabricante

3T15
Unidades remetidas
(em milhões)

3T15
Market Share

3T14
Unidades remetidas
(em milhões)

3T14
Market Share

Crescimento anual

1. Apple

9.9

20.3%

12.3

22.1%

-19.7%

2. Samsung

8.0

16.5%

9.7

17.4%

-17.1%

3. Lenovo

3.1

6.3%

3.1

5.5%

0.9%

4. ASUS

1.9

4.0%

3.4

6.1%

-43.4%

5. Huawei

1.8

3.7%

0.7

1.3%

147.9%

Others

23.9

49.1%

26.4

47.5%

-9.6%

Total

48.7

100.0%

55.7

100.0%

-12.6%

 

 

PUBLICIDADE
Anterior REPNBL aprova R$ 15 bilhões de investimentos em banda larga
Próximos Apple e Telefónica Alemanha se juntam em pagamentos móveis