Regulador do Chile aprova venda de Chilevisión da Warner para Viacom CBS


O regulador chileno Ministério Público Econômico (FNE) aprovou hoje, 6, a venda completa da Rede de Televisão Chilevisión, que antes pertencia a WarnerMedia, a Viacom CBS. O órgão concluiu que a operação “não só não gera riscos para a livre competição, como também produz um efeito de desconcentração no mercado”.

PUBLICIDADE

Isso porque a WarnerMedia também é dona de mais dois canais de televisão no Chile, CNN Chile e CDF. O FNE argumentou ainda que a importância dessa companhia como provadora de conteúdo é muito maior do que da Viacom CBS. A WarnerMedia possui uma presença nas vendas de publicidade 40 vezes maior do que a Viacom CBS e 12 vezes maior em anúncios digitais.

O FNE também descartou que a transação produziria um bloqueio de clientes ou de suprimentos. O regulador analisou cláusulas no contrato, como de não contratação de certos trabalhadores e concluiu que não são anticompetitivos por estarem ligados e serem necessários para a operação. As investigações iniciaram em 19 de maio. Para a finalização da venda da Chilevisión, resta ainda a aprovação do Conselho de Televisão Nacional.

Após a compra da WarnerMedia pela AT&T, a companhia começou a se desfazer de alguns de seus negócios. No fim de junho, a unidade de jogos móveis da Warner, Playdemic, foi para as mãos da Electronic Arts por US$ 1,4 bilhão. Um dos objetivos da AT&T com a aquisição foi formar um dos maiores streamings do mundo. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Itaú vai para novos mercados no Open Finance
Próximos Setor de TIC defende entrada do Brasil na Convenção de Budapeste