Redes: HP avança em aplicativos para criar valor no legado


A Hewlett-Packard (HP) marcou definitivamente sua entrada na tendência tecnológica de rede definida por software (SDN) com o lançamento do Controller na terça-feira (2), para gerenciamento de toda infraestrutura de forma virtualizada, além da camada de software e aplicativos, em um único ponto e utilizando padrão aberto. Mas este é apenas um dos lançamentos da gigante de tecnologia. Juntamente com o Controller, a HP apresenta os primeiros aplicativos SDN, que devem ser o grande diferencial competitivo neste novo campo, ao permitir que as redes funcionem de acordo com a lógica de negócio já em uso por algumas companhias.
 

“O verdadeiro valor de redes definidas por software [SDN] está na possibilidade de ter aplicativos nas redes legadas. É a possibilidade de destrancar o valor da infraestrutura que a companhia já tem”, explicou Saar Gillai, senior vice-presidente de produtos e tecnologia de computação em núvem convergente da HP, em evento para a imprensa em Nova York.
 

Neste campo, a companhia aposta no padrão aberto, o OpenFlow, para ganhar mercado, uma vez que grandes data centers cada vez mais precisam ser homogêneos e interoperantes para serem mais fáceis de gerenciar. Apesar de diversos outros fornecedores já terem adotado o OpenFlow antes, a HP é a segunda em participação de mercado, conta com 25 switches OpenFlow enabled e oferece toda gama de equipamentos para storage e servidores, de forma que se vê mais bem posicionada para atender os grandes clientes. Ainda mais com a oferta de um Controller que centraliza o contrle da infraestrutura, software e camadas de aplicações.

PUBLICIDADE

Mas a venda de switches OpenFlow apenas cria um solo fértil para o que a companhia pretende fazer, de acordo com Kash Shaikh, diretor e gerente de produto da HP Networking, que é permitir uma infraestrutura convergente. O grande valor para os clientes está no desenvolvimento de aplicações.
 

Enquanto a HP não cobrará pela adoção do software OpenFlow e tampouco pelo Controller, terá novas receitas com aplicações. Mas, mais do que isso, com o padrão aberto, permitirá que os próprios clientes desenvolvam suas aplicações específicas ou que contratem terceiros para fazê-los, o que contrapõe a estratégia de sua maior concorrente e líder no mercado, a Cisco, que segue trabalhando com padrão proprietário.
 

Quanto mais aplicativos são introduzidos nas empresas utilizando o padrão aberto, maior a chance da HP vender seus equipamentos e serviços. Ou seja, a HP apóia a criação de um ecossistema que possibilite seu avanço e diminua o espaço fechado representado pelas soluções e equipamentos de rede da Cisco.
 

Produtos
De acordo com Gillai, a HP está trabalhando em uma série de aplicativos SDN, gerenciadas pela solução de controler, sendo três os mais importantes para a companhia neste momento.
 

O Sentinel Security Software Application automatiza o controle de acesso à rede e a segurança de prevenção de invasão utilizando os switches existentes, desde que habilitados para OpenFlow, por meio do controlador da HP. Como resultado, os clientes podem eliminar a complexidade e as despesas de dispositivos de hardware de rede dedicados, assim como o tempo e recursos humanos para a configuração dos dispositivos.

O lançamento da aplicação foi feita já com um cliente, a HBO, que tinha o desafio de implementar segurança em um ambiente repleto de dispositivos pessoais (BYOD) e usados para acessar a rede.

“Com a crescente demanda pela criação digital e distribuição de nosso conteúdo, reconhecemos a necessidade de capacitar a segurança em toda a infraestrutura de rede da HBO sem investir em equipamentos adicionais”, afirmou Walter Kerner, vice-presidente de serviços de rede e segurança de TI da HBO. “Para isso, começamos a trabalhar diretamente com a HP em seu inovador aplicativo Sentinel Security com base em rede e definido por software, que fornece segurança em toda a nossa infraestrutura de hardware existente e nos oferece uma melhor visão da segurança dentro da rede, melhorando, ao mesmo tempo, a agilidade dos negócios com simples automação de rede.”

Já o HP Virtual Application Networks SDN Controller abstrai o hardware físico da implantação lógica, fornecendo uma visualização centralizada e automatizando a configuração de rede de todos os dispositivos na infraestrutura.

A solução elimina a necessidade de milhares de entradas de CLI manuais, e o controlador permite que os administradores de rede programem e dimensionem seus ambientes de rede para aplicativos automatizados de único toque. Ele também fornece APIs (interfaces de programa de aplicativo) a desenvolvedores terceirizados para integrar aplicativos corporativos personalizados. 

Aos fornecedores de computação em nuvem, permite a ofertar de serviços de nuvem pública automatizados e escaláveis para empresas. Usando esse software, as empresas podem criar um ambiente isolado de rede na nuvem virtual por meio de uma infraestrutura de autoatendimento de nuvem pública, fornecendo a elas um controle completo para a introdução de novos serviços e aplicativos a seus usuários.

*A jornalista viajou à Nova York a convite da empresa 

Anterior Telebras quer criar subsidiária para prestar serviços na Copa
Próximos App móvel do Terra permite que torcedor siga seu time