Rede internacional de checagem lança versão em português de chatbot para WhatsApp


A International Fact-checking Network (IFCN), aliança que reúne mais de 90 organizações que se dedicam à verificação de fatos mundo afora, lança nesta terça-feira, 4, a versão em português de seu chatbot para WhatsApp. O chatbot foi desenvolvido para enfrentar o desafio da desinformação, especialmente durante a pandemia da Covid-19, e busca aproximar os cidadãos dos checadores de fatos independentes.

PUBLICIDADE

O sistema já está disponível em mais de 70 países, por meio das versões em inglês, espanhol e hindi. Agora, a ferramenta que se conecta ao maior banco de dados de checagens feitas sobre o novo coronavírus chega ao Brasil e a Portugal numa versão lusófona que dispõe de um menu de navegação numérico, de fácil utilização.

Pelo chatbot da IFCN, usuários do WhatsApp podem verificar se informações específicas que receberam sobre a Covid-19 já foram classificadas como “falsas”, “parcialmente falsas”, “enganosas” ou “sem evidência” por verificadores profissionais. Podem consultar as últimas checagens feitas e fazer buscas em acervo, usando palavras-chave.

Desde janeiro, quase cem organizações que se dedicam ao fact-checking em todo o mundo já identificaram mais de 8 mil boatos relacionados ao novo coronavírus circulando em ao menos 74 países. Todas essas checagens integram o banco de dados da aliança CoronaVirusFacts, que é atualizado diariamente pela IFCN para que os usuários dos chatbots possam navegar e seguir bem informados sobre a pandemia.

Na versão em português, os usuários do chatbot terão acesso a verificações publicadas por organizações que atuam no Brasil e em Portugal. Também verão sinopses – em português – de checagens de interesse internacional que foram publicadas por organizações que trabalham em língua espanhola.

O chatbot da IFCN fornece ainda um diretório mundial das organizações checadoras. O sistema identifica o país do usuário do chatbot por meio do número do celular que ele usa para se conectar ao aplicativo e, a partir dessa informação, fornece uma lista com o nome e o site das organizações próximas que fazem fact-checking. O usuário é encorajado a entrar em contato direto com a entidade e acompanhar o trabalho dos checadores de seu entorno.

O chatbot da IFCN é gratuito. Para interagir com ele, é preciso salvar o número +1 (727) 291 2606 na agenda de contatos do telefone e enviar a palavra “oi” ou “olá” para iniciar a conversa em português. Outra opção é recorrer diretamente ao link: http://poy.nu/ifcnchatbotPT.

A versão em português do chatbot é um projeto da IFCN com o Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS Rio).

Anterior Kryptus anuncia diretor para novos mercados
Próximos Produção na área de informática e eletrônicos sobe 15,1% em junho