Rede GSM da Vivo pode ser feita pela Ericsson


A Vivo, operadora móvel brasileira controlada em partes iguais pela Portugal Telecom e pela Telefónica, pode contratar a Ericsson para construir sua rede GSM. A informação foi publicada hoje, 19, no Jornal de Negócios, de Lisboa, que citou outro matutino, o Dagens Industri, da Suécia, que teria tido acesso a fontes da empresa. No Brasil, …

A Vivo, operadora móvel brasileira controlada em partes iguais pela Portugal Telecom e pela Telefónica, pode contratar a Ericsson para construir sua rede GSM. A informação foi publicada hoje, 19, no Jornal de Negócios, de Lisboa, que citou outro matutino, o Dagens Industri, da Suécia, que teria tido acesso a fontes da empresa. No Brasil, a assessoria de imprensa da fabricante não confirma a informação.

A PT e a Telefónica, donas da Vivo, aprovaram, no último dia 29 de junho, a alteração da plataforma tecnológica da operadora móvel para o sistema GSM, mantendo, no entanto, a rede CDMA.

À época, Henrique Granadeiro, presidente do grupo PT, afirmou, durante um encontro com jornalistas que o novo sistema estaria “disponível antes do Natal”. O CEO informou, também,  que o investimento na mudança tecnológica da operadora móvel vai se prolongar durante três anos, sendo intenção das operadoras “migrar ambas as tecnologias para a terceira geração”.

Granadeiro não quis adiantar o valor do investimento na troca tecnológica, ainda que o custo total da operação tenha sido estimado em 1,5 bilhão de euros, de acordo com contas da administração da Telefónica.

(Da Redação com Jornal de Negócios)

Anterior Comunicação móvel nos mercados emergentes: espaço para todos os modelos.
Próximos Alcatel ganha contrato de € 50 milhões na China