Receita da Huawei no primeiro trimestre cai quase 14%


crédito: divulgação
crédito: divulgação

A receita da Huawei no primeiro trimestre de 2022 caiu quase 14%, com encolhimento das vendas de smartphones. A empresa chinesa anunciou nesta quinta, 28, que chegou a um faturamento de 131 bilhões de yuans (US$ 20,63 bilhões) no primeiro trimestre. Isso representa retração de 13,9% em relação ao mesmo período do ano passado e uma queda de mais de 27% em relação ao quarto trimestre de 2021.

A margem de lucro de 4,3% do primeiro trimestre foi menos da metade dos 11,1% reportados um ano antes.

PUBLICIDADE

De acordo com o relatório, a Huawei ocupou o sexto lugar em participação de mercado, com vendas caindo 64,2% em relação ao ano anterior, e teve o pior declínio de sete marcas. As vendas de smartphones da empresa na China também caíram 12% em relação ao trimestre anterior.

Queda geral

As vendas de smartphones na China, de maneira geral, contadas as diferentes marcas, caíram 14% no primeiro trimestre em relação ao ano anterior, de acordo com a Counterpoint Research.

A Apple foi a única outra empresa na lista a registrar queda de vendas trimestral na China, uma queda de 23%, de acordo com a Counterpoint. No entanto, as vendas da fabricante do iPhone na China ainda cresceram 4,4% no primeiro trimestre em relação ao ano anterior.

“Nosso negócio de consumo foi fortemente impactado e nosso negócio de infraestrutura [tecnologia da informação e comunicação] experimentou um crescimento constante”, disse em comunicado Ken Hu, presidente rotativo da Huawei, sobre a receita da empresa.

O negócio de smartphones da Huawei tem sofrido com as sanções dos EUA. O governo Trump colocou a empresa em uma lista de exclusão que a restringe de comprar componentes críticos, como semicondutores avançados, de fornecedores dos EUA. As sanções levaram o grupo a vender a fábrica de smartphones Honor, marca de produtos intermediários para mercados emergentes.

PUBLICIDADE
Anterior Georgia Sbrana é a nova diretora de Vendas B2B da Motorola
Próximos Oi vende carteira de clientes de TV paga por satélite para a Sky Brasil