Receita da Huawei cresce 19% impulsionada por 4G


A fabricante de equipamentos de telecom Huawei obteve receitas 19% mais altas no primeiro semestre deste ano, em comparação com igual período de 2013. A empresa divulgou nota na qual afirma ter faturado CNY 135,8 bilhões (US$ 21,9 bilhões) no semestre, com margem operacional de 18.3% (foi de 12,2% ano passado inteiro). Os números detalhados, porém, não foram divulgados e a nota deixa claro que a performance ainda precisa ser auditada.

Segundo a CFO da empresa, Cathy Meng, os resultados positivos decorrem da entrega de redes 4G. “Estimulada pelos crescentes investimentos em redes LTE em todo o mundo, a Huawei solidificou ainda mais a sua posição de liderança em banda larga móvel”, diz. A empresa afirma que também cresceu, sem detalhar, em software, serviços e em negócios para consumidores. Neste ponto, ressalta que seu smartphone topo de linha, o Ascend P7, está disponível em 70 países.

PUBLICIDADE

A Huawei é responsável pela implantação de cerca de 31% da atualização das redes na China para a versão 4G. A ZTE, concorrente local, deverá construir ou migrar 34%, lembra o Financial Times. O porcentual torna as operadoras China Mobile, China Unicom e China Telecom os maiores clientes da Huawei. Apenas na primeira metade do ano, a China Mobile planejava instalar 100 mil antenas LTE, 500 mil até o final do ano.

 

PUBLICIDADE
Anterior Informações sobre candidatos podem ser obtidas por meio de tablets e smartphones
Próximos Redução da assinatura básica da Telefônica vai para 21,53%, em respeito à decisão liminar.