PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

AGROtic

Rastreio de bovinos: CNA prevê apresentação de proposta técnica ao MAPA neste semestre

Tecnologia pode ser passo importante para alavancar a produção pecuária brasileira; Instituto tem parceria com startups para viabilizar dispositivo.

Rastreio de bovinos: CNA prevê apresentação de proposta técnica ao MAPA neste semestre

A Comissão Nacional de Pecuária de Corte da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) espera apresentar ao Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) uma proposta técnica de sistema nacional de rastreio individual de bovinos ainda neste semestre. A expectativa é de que a implementação possa favorecer o desenvolvimento de diversas soluções tecnológicas aos produtores rurais do país.

A previsão de entrega foi compartilhada pelo secretário executivo adjunto do Instituto CNA, Matheus Ferreira, durante o AGROtic, evento realizado pelo Tele.Síntese, em parceria com a ESALQTec. Segundo ele, a apresentação da proposta pode ser realizada na próxima reunião da Câmara Setorial da Carne Bovina, em abril.

O sistema de rastreio individual de bovinos a ser sugerido foi elaborado por um Grupo de Trabalho (GT) da CNA, responsável por subsidiar tecnicamente uma metodologia que pode ser usada como padrão por todos os produtores nacionais. Será utilizada a numeração 076 que é o código brasileiro no mercado agropecuário internacional.

“Pode ser um grande passo em prol da rastreabilidade, da gente elevar o número de animais identificados que a gente sabe que é uma tendência e, em muitos casos, já é uma realidade, além de exigência do consumidor. A gente acredita que isso vai ser um diferencial em termos mercadológicos e competitivos para o nosso país”, disse Ferreira.

Rastreio em testes

A CNA também lançou um Hub Digital, chamando startups para desenvolver soluções tecnológicas para a pecuária. Uma delas é justamente uma tecnologia para a identificação individual de animais. O projeto não tem ligação direta com a proposta técnica de sistema de rastreio bovino a ser apresentada pelo Mapa, mas é compatível com a metodologia sugerida.

A startup, já selecionada, realizará testes em campo por um ano. “Estamos fomentando uma ferramenta, uma tecnologia, que já existe, mas que a gente precisa ganhar escala, que é o reconhecimento facial, por fucinho de bovinos”, disse Ferreira.

“A gente quer que isso [solução desenvolvida pela startup] seja uma ferramenta até mesmo para ser reconhecida pelo Mapa, para, quem sabe o produtor rural poder contar  com uma alternativa para identificação dos seus animais”, afirmou o Secretário Executivo Adjunto do Instituto CNA.

Além da ferramenta de rastreio, o Hub Digital da CNA também lançou desafios a outras startups para soluções de conectividade ( sob demanda, de qual é a opção de transferência de dados mais viável para cada terreno em área rural), capacitação para comércio eletrônico, seguro parâmetro (seguro de clima) e crédito de carbono.

Assistência técnica

A CNA realiza assistência técnica gratuita a produtores rurais desde 2013. De lá pra cá, atendeu mais de 30 mil pequenos e médios pecuaristas, em terras que variam de 100 a 1.000 hectares.

Os pecuaristas atendidos passaram por acompanhamento de dois anos e apresentaram uma evolução de 20% a 30% na margem bruta por hectare e 25% a 30% na taxa de lotação.

“Isso é fruto da própria resiliência dos produtores rurais, da própria adoção de tecnologia e cumprimento das orientações”, comemora Ferreira.

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado