Rafael Steinhauser deixa a Qualcomm


O presidente da Qualcomm na América Latina, Rafael Steinhauser, deixou a posição ocupada na companhia no último dia 30 de junho. Sua saída se deve a motivos pessoais: em busca de novas oportunidades profissionais.

O executivo, teve duas passagens pela fabricante de chips móveis. A primeira se deu entre 1990 e 1999. De 1994 a 1999 ele foi vice-presidente para a América do Sul. À época, saiu para assumir postos de comando da operadora Vésper, na Nortel, na Eutelsat. Presidiu ainda a Cisco no Brasil, depois a Acision, até que em 2011 retornou à Qualcomm como presidente para a região.

PUBLICIDADE

Ao longo de ambas as passagens pela fabricante, foram registrados crescimento de mercado. Ele participou da construção da primeira rede nacional de infraestrutura celular da Qualcomm no Chile, da adoção do padrão CDMA na região, da primeira fábrica de celulares da empresa fora dos EUA.

O executivo participou de iniciativas para a aceleração da adoção de smartphones no Brasil, da criação da plataforma celular de cobrança reversa. Mais recentemente, está por trás da produção do primeiro celular de tecnologia SiP do mundo junto com a ASUS em 2019 e, neste ano, do estabelecimento do Centro para a Quarta Revolução Industrial C4IR junto ao Fórum Econômico Mundial, e do Fundo de IoT em colaboração com o BNDES.

O cargo de Steinhauser na Qualcomm, de presidente para a América Latina, será ocupado interinamente pelo atual vice-presidente sênior e presidente de operações globais Jim Cathey.

Anterior PL das Fake News inclui a Anatel e o Conar no Conselho da Internet
Próximos Decreto regulamenta Análise de Impacto Regulatório das agências