Queda na venda de aparelhos reduz receita da AT&T no 1º trimestre


at&t logoA AT&T divulgou hoje, 25, o resultado financeiro do primeiro trimestre do ano. Registrou no período receitas de US$ 39,4 bilhões, uma retração de 1,2%, motivada por vendas mais baixas de aparelhos móveis e queda no consumo de linhas fixas. O lucro líquido também caiu, de US$ 3,8 bilhões no primeiro trimestrede 2016 para US$ 3,5 bilhões neste ano.

Em sua apresentação ao mercado, a companhia procurou aplacar os temores de faltar espectro para crescer na banda larga móvel. A empresa comprou menos frequência do que a concorrente T-Mobile, por exemplo, no último leilão promovido pela FCC. A AT&T, porém, rechaçou o risco de perder mercado em função disso, lembrando que tem mais de 60 MHz licenciados, mais do que Verizon, Sprint e T-Mobile, nas maiores cidades dos Estados Unidos.

Na divulgação do resultado, também dá a entender que vai comprar a Straight Path, ou seja, deve cobrir a oferta da concorrente aunciada também hoje. Além disso, afirma que mantém a expectativa de aprovação pelos EUA da fusão com a Time Warner ainda este ano.

PUBLICIDADE

Na América Latina (excluindo o México), onde opera também com as marcas DirecTV e Sky, a empresa registrou receita operacional de US$ 1,9 bilhão, alta de 15,7%. Tiradas as despesas na região, a operação local teve um prejuízo de US$ 100 milhões, muito melhor que o prejuízo de US$ 184 milhões tido no mesmo período de 2016.

Anterior Bahia quer conectar cem cidades em alta velocidade até 2018
Próximos Bittar defende que rede implantada com recursos do TAC seja compartilhada