Queda da assinatura básica da Telefônica influencia na variação menor do IPCA de julho


A redução do valor da assinatura básica da Telefônica foi a principal responsável pela queda das despesas com comunicação em julho. O índice, medido pelo IBGE, ficou negativo em 0,03, contribuindo para a variação menor do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do mês, de 0,01%, bem abaixo da taxa de 0,40% de junho. Porém, na comparação anual, a redução dos gastos com comunicação foi menor, já que em julho de 2013 a queda foi de 0,79%.

De acordo com a pesquisa do IBGE, divulgada nesta sexta-feira (8), as contas de telefone fixo em São Paulo ficaram 8,52% mais baratas, em média, já que no final de julho foi divulgada redução de 24,30% no valor da assinatura básica, com efeito retroativo a 04 de junho. No final de julho, por decisão liminar, a queda da tarifa foi revisada para cima, ficando em 21,53%.

A redução do valor da assinatura básica da Telefônica foi decidida pela Anatel como forma de transferir para o consumidor os ganhos tributários obtidos pela operadora, em função da reorganização societária das empresas grupo, que passaram a usar um só CNPJ.

PUBLICIDADE

Segundo o IBGE, A variação do IPCA foi a menor desde 2010, quando se registrou 0,01% em julho e 0,00% em junho. Mesmo assim, o acumulado no ano fechou em 3,76%, acima dos 3,18% de igual período de 2013. Considerando os últimos doze meses o IPCA foi para 6,50%, abaixo dos 6,52% relativos aos doze meses anteriores. Em julho de 2013 a taxa havia sido 0,03%.

Anterior CVM pede esclarecimentos à Oi sobre venda de torres
Próximos Financiamento do BNDES para rádios comunitárias passa na CCT da Câmara