Snapdragon 821 não vai substituir o 820, diz Qualcomm


A Qualcomm lançou hoje, 11, seu novo chipset para smartphones e tablets ultra-sofisticados. O Snapdragon 821 é 10% mais rápido que a versão 820, mas consome menos energia e alcança velocidade de 2,4 GHz. A empresa garante, porém, que não vai retirar o modelo anterior do mercado. “Em vez de substituir o Snapdragon 820, o 821 foi feito para complementar a linha 800”, diz a fabricante, em nota.

Quando foi lançado em 2015, o Snapdragon 820 enfrentou resistência de grandes fabricantes de celulares, que temiam a repetição de problemas de superaquecimento ocorrido com o Snapdragon 810. Isso adiou o lançamento de aparelhos, que só chegaram ao mercado este ano. O temor, no entanto, não se confirmou. Hoje, os celulares mais rápidos usam o chipset 820 – Galaxy S7, da Samsung, LG G5, Sony Xperia X Performance e Xiaomi Mi 5, para citar alguns.

Por sua vez, o novo chipset 821 trará o modem X12 LTE, capaz de se conectar a redes móveis a velocidades de até 600 Mbps. Segundo a companhia, funções de chamada de voz e VoLTE estão mais nítidas. A Qualcomm diz, ainda, que o produto também foi desenvolvido para ter bom desempenho na exibição de conteúdos em realidade virtual. Aparelhos com o Snapdragon 821 devem chegar ao mercado até o final deste ano. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Google renuncia à outorga de serviço privado de telecom no Brasil
Próximos Pagamento de serviços digitais via operadoras vai movimentar US$ 47 bilhões em 2020