PORTAL DE TELECOM, INTERNET E TIC

Balanço

Puxada por serviços móveis, Claro tem receita de R$ 11,34 bilhões no 2º trimestre

Faturamento da companhia avançou 7,5% na comparação anual; Com 5G em mais 30 cidades, setor móvel avançou 12,6%, totalizando receita líquida de R$ 5,94 bilhões
Receita da Claro avança com apoio do segmento móvel no 2º trimestre
Claro informou que lançou 5G em mais 30 cidades; com receita em alta, serviço móvel foi o destaque do 2º trimestre (crédito: Divulgação)

A Claro divulgou, nesta terça-feira, 11, os resultados financeiros do segundo trimestre deste ano. A receita líquida da operadora chegou a R$ 11,34 bilhões, crescendo 7,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o faturamento foi de R$ 10,55 bilhões.

A receita de serviços avançou 6%, somando R$ 10,85 bilhões. O destaque foi a alta de 12,6% da receita líquida de serviços móveis, que alcançou R$ 5,94 bilhões. O faturamento do setor fixo, por sua vez, caiu 1%, totalizando R$ 4,94 bilhões.

Na comparação com o segundo trimestre de 2022, o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBTIDA) avançou 10%, chegando a R$ 4,79 bilhões. A margem ficou em 42,3%, isto é, 1 ponto percentual (p.p.) acima da observado no período de abril a junho do ano passado (41,3%).

Operacional

A companhia informou que fechou o segundo trimestre deste ano com 83,7 milhões de clientes móveis. No intervalo de 12 meses, registra saldo líquido de 829 mil linhas portadas.

No período de abril a junho de 2023, a operadora lançou o serviço 5G em 30 cidades. Com isso, em um ano de operação da quinta geração móvel no País, a tele já ativou a tecnologia em 107 municípios, com 7 milhões de aparelhos 5G em sua rede.

A operadora encerrou o trimestre com 48,6 milhões de assinantes no segmento pós-pago, crescimento de 1,1% na comparação anual – o equivalente a 551 mil novos acessos em um ano. A base pré-paga chegou a 35,1 milhões.

A receita líquida da banda larga fixa residencial cresceu 8% no segundo trimestre, na comparação com o mesmo período de 2022. A empresa informou que a base de assinantes do serviço de internet fixa cresceu pelo terceiro trimestre consecutivo, com 44,7 mil adições no segundo trimestre.

A rede de fibra óptica até a casa (FTTH, na sigla em inglês) chegou a 9,9 milhões de domicílios. A infraestrutura foi expandida para 29 cidades, totalizando 423 municípios com suporte à tecnologia.

No que diz respeito ao serviço de TV por assinatura, a empresa destacou que mantém a liderança do mercado, com 44,3% de participação.

Segundo o informe financeiro, a Embratel, braço corporativo da operadora, obteve bons resultados, na comparação anual, nos serviços de TI (5,5%), mobilidade (9,8%), gerenciamento de redes (38,3%), segurança (17,7%), data center (18,2%), telemetria (14,3%), banda larga (11,4%) e móvel pós-pago (8,3%).

TEMAS RELACIONADOS

ARTIGOS SUGERIDOS



 

Demanda por DWDM cresce e Multi PRO | ZTE amplia portfólio.
Além do DCI ZXONE – 7000 C2D produto lançado recentemente, a marca trará atualizações para equipamentos que já estão no mercado